Chutney de Manga

5 de outubro de 2015 § 9 Comentários

mango chutney

Quando acometeu-se a febre de chutneys no Brasil eu fiquei LÔKA. Saí fazendo chutney de um tudo! Era caqui, tamarindo, coco, o diabo a quatro.

Li algumas receitas, entendi o princípio e enlouqueci.

E como é muito próprio da humanidade querer a tudo experimentar, até começar a sentir aquela melancolia e saudade de casa, foi que depois de tantas incursões por este universo encantado de molho agridoce picante com cara de geléia, que eu cheguei à conclusão de que o melhor de todos era mesmo o bom e velho classicão chutney de manga. E nenhum outro, mas o meu (é, nada de modéstia hoje).

Não nego que a minha receita é muito próxima daquela que tocou meu coração e me inspirou deveras quando somou pequenos pontinhos de pimentão vermelho àquele espetáculo amarelo manga, que foi o da Rita Lobo, mas não nego também que ter substituído o pimentão vermelho dela por pimenta dedo de moça deu ao meu chutney uma ousadia que faz dele o melhor entre todas as galaxias, que eu tô ultramegalomaníaca hoje, me larga! =)

Outra coisa que eu não curti na receita dela, embora tenha experimentado, e justamente por isso, foram as uvas-passas, que absolutamente desnecessárias, limei. Mas mantive a maçã por conta da pectina, que dá essa pegada de geléia, mas que também não é fundamental não. É só usar vinagre de maçã, que rola de boaça.

De resto, cebola, alho, açúcar, e os fundamentais gengibre, canela, e no caso da minha, cardamomo. Então deixa ver se eu me lembro… =P

Vamos usar duas mangas, que dá chutney demais da conta, mas também esta é uma receita que não dá para fazer de pouquinho, e dura bastante, se bem acondicionada em frascos de vidro na geladeira.

Descasque duas mangas maduras e tenras, de sua preferência, e corte em cubos. Se quiser corte também uma maçã descascada em cubos do mesmo tamanho, mas se não quiser, vá de vinagre de maçã.

Agora é só colocar todos os demais ingredientes numa panela: um dente de alho bem picadinho, 1/2 cebola branca beeeeeem picadinha, raspinhas de gengibre (um pedaço assim do tamanho da falange do indicador), umas 5 vagens de cardamomo estouradas com um martelinho, 1 pau de canela, umas três colheres de sopa de vinagre de maçã (que pode substituir a maçã, mas também conviver com ela aqui), mesma quantidade de água, pitadinha de sal, 50g de açúcar (qualquer um – se usar mascavo vai ficar mais escuro e denso), e a maldade: 1/2 pimenta dedo de moça com metade das sementes picadinha no menor brunoise que você conseguir (pense em pontinhos vermelhos – ô coisa boa é cortar micro pontinhos vermelhos de pimenta dedo-de-moça!).

Pronto, minha gente, só juntar a manga e maçã (se rolar) à panela e levar ao fogo (médio para baixo), mexendo sempre, até a manga espatifar e aquilo tudo se fundir no milagre do chutney.

Chutney é bom com carne. Especialmente de porco, cordeiro, cabrito, coelho, aves assadas, e alguns embutidos, mas também fica lindo com queijo, e se vacilar vai até na torradinha ordinária mesmo, porque reina soberano esteja onde estiver.

Esse aqui eu garanto!

§ 9 Respostas para Chutney de Manga

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Chutney de Manga no .

Meta

%d blogueiros gostam disto: