Rosbife

24 de fevereiro de 2015 § 6 Comentários

rosbife

Eu entendo a palavra rosbife como um abrasileiramento de roast beef – do inglês, carne assada. Só pode, né?

Eu amo. Especialmente nesta versão fria da foto, finamente fatiado (vale a pena ter uma faca elétrica só para isso), intercalado com uma espécie de molho à campanha, só que refogado. Eu tenho pra mim que esse formato é invenção de brasileiro, vinda das mesas de bufê de festas de família para comer no pão.

É simples que só fazer rosbife. Eu tomo uma peça de lagarto, polvilho uma superfície com sal e pimenta do reino, ambos moídos na hora, e enrolo a peça sobre essa superfície, de modo que fique totalmente coberta com os grãos. Depois deito sobre a peça algumas folhas de ervas frescas como alecrim, sálvia, tomilho (uma só, algumas delas ou todas, com parcimônia, porém); depois cubro as ervas com fatias de bacon, amarro tudo com um barbante e deito numa assadeira untada com óleo, apenas um pouco maior do que o tamanho da peça, e levo a assar em forno médio pré-aquecido, por só Deus sabe quanto tempo; quem me diz é o nariz, a hora de virar e a hora de desligar.


(clique para ampliar)

Só isso e a carne já fica incrível, mas eu gosto de ir regando com um pouco de vinho branco e suco de laranja antes de colocar no forno e enquanto assa.

O ideal é que ele fique tostado por fora e tenro por dentro. Pelo amor do Divino, não vai esturricar o bicho, hein?

Pronto. Assou, solte as amarras, dispense as folhas secas e o bacon, e pode fatiar.

O molhinho você faz refogando pimentões coloridos e cebola roxa cortados em cubinhos mínimos (brunoise) num pouco de azeite de oliva em fogo baixo, depois soma um punhadinho de passas brancas, azeitonas pretas picadinhas, pinga um tantinho de molho inglês, uma pitada de sal e um punhado de salsinha fresca picada, já com o fogo apagado. Por fim, some azeite de oliva excelente ao molho, o suficiente para garantir as camadas alternadas entre as suas finíssimas fatias de rosbife.

Se quiser fazer Beirute com o seu rosbife (sem o molho), descole um pão árabe tombo, que fica fácil, porque o recheio original é simples: alface, tomate, queijo prato (umas 3 fatias), rosbife (umas 6 fatias), maionese e orégano, intercalados como você quiser. Esquente ou não na chapa, e foi.

Mas ó, esse rosbife frio com esse molhinho aqui, só precisa de um cacetinho decente pra fazer uma alma feliz.

§ 6 Respostas para Rosbife

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Rosbife no .

Meta

%d blogueiros gostam disto: