Pasta em Casa

22 de agosto de 2013 § 17 Comentários

pasta1

Feche os olhinhos e pense num restaurante MUITO fofo. Pequenininho, meio bistrô, rotisserie. Todo feito à mão… cardápio riscado na parede-lousa, azulejos hidráulicos, festival de cadeiras diferentes mas que dialogam pelo seu branco, cozinha de vidro nua dentro do pequeno e quentinho salão, projeto de luz delicaaaaado (da minha amiga Ferna Almeida, é preciso pontuar), jogos americanos lindos costurados pela chiquérrima e querida Juli Höler, do La Taperia, onde você também vai encontrar essas lindezas à mesa.

pasta2

Mas o sonho não acabou, permaneça de olhinhos fechados. Você vai ser recebido por uma moça linda, meio cabo-verde, de sorriso enorme, iluminado, gentilíssima, que não vai dar nenhum vacilo de atendimento até o momento de fechar a porta atrás de si, tão delicadamente quando a abriu. Você vai pedir de entrada o pão da casa com ervas e cristaizinhos de flor de sal para comer com uma caponata… bem, perfeita. Vai ficar tão preso nos detalhes e deleites, com o coraçãozinho já aquecido pelo ótimo vinho (português no meu dia) indicado pelo dono – super presente, te levando pela mão pelo melhor que o seu restaurante pode lhe oferecer (se não estou enganada, ele é professor de gastronomia na UFBA e ela representante de Ronaldo Fraga por aqui, ó a dupla) – que vai até esquecer que tem massas artesanais incríveis para combinar com um tanto de opções de molho; mas você vai poder escolher entre o rodízio (civilizado, porque ninguém vai lá para sair com mal estar, mas feliz) que vai te permitir experimentar os três molhos do dia, ou o prato do dia, que é para simplificar a sua vida.

pasta3

Vai querer comer devagar, vai querer cancelar o compromisso da tarde só para prolongar aquela experiência (se bem que eu estava super bem acompanhada também); e mais ainda, vai desejar levá-la (a experiência) para a casa e vai descobrir que pode. Pode comprar pães, massas, molhos, antepastos, sobremesas… enfim… pode ter a sua “pasta em casa”.

E quando achar que nada mais pode surpreendê-lo, vai receber uma conta de R$120,00 para duas pessoas, incluindo entrada, duas garrafas de vinho e dois rodízios, o que para Salvador é bastante razoável, para não dizer fofinho!

Mas, ó… isso foi há pouco mais de dois meses. Espero que continue lindo!

Pasta em Casa: Rua Almerinda Dutra, 67, Rio Vermelho (aquela rua que liga a Igreja de Santana e Colônia dos Pescadores com a Champanheria). Telefone: 3334-7232. Salvador, Baêa.

§ 17 Respostas para Pasta em Casa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Pasta em Casa no .

Meta

%d blogueiros gostam disto: