La Taperia é amor

11 de abril de 2013 § 17 Comentários

taperia1

Já entrei em muito restaurante, birosca, boteco, cacete armado, de todos os quilates e qualidades e categorias. Vivenciei das mais incríveis experiências a tremendas frustrações. Em dois destes lugares me senti absolutamente em casa. Tamanha foi a minha identificação em cada detalhe, que me senti meio que bêbada de um deja vu que já tinha visto em algum lugar aqui dentro, dos meus próprios sonhos, desenhado pela minha própria poética. O primeiro foi o Carlota de São Paulo, o segundo o La Taperia, um bar de tapas feito à mão e costurado forte pela linha do amor de seus donos, o casal Juli e Jose, ela baiana residente do mundo até então, ele espanhol residente aqui e agora.

Uma casa pequena, com varanda de mar para a Praia da Paciência no Rio Vermelho, que ostenta em sua fachada delicadas gambiarras coloridas, e guarda em seu interior pequenas e ricas surpresas. Lembranças de vidas, suas e alheias, pelas paredes; cadeiras de todos os tempos; mensagens de amor a giz; jogos americanos costurados à mão com a tal linha… e um desenho de luz que junta tudo isso num abraço quentinho.

taperia2

Na linha de frente, a Juli, um encanto de moça prendada e muito viva; na cozinha de vidro, o chef Jose Morchon, um bruxo, vou logo avisando.

Enquanto processava atentamente aquelas sensações visuais todas, fui surpreendida por um aperitivo muito charmoso e púrpura, coroado com grãozinhos de gergelim delicadamente torrados. Era um creme de legumes, tingido de repolho roxo. Perfeito.

Fui com idéia fixa de tomar a sangria de cava recomendada pela minha amiga Fernanda Barretto, e em cujo gosto confio cegamente. A mistura de frutas excelentes com o vinho, licor de tangerina, especiarias e algum outro segredinho, nos enfeitiçou para duas jarras. Perfeito.

taperia3

Quando a Juli me perguntou o que eu queria comer, eu disse logo: “É você quem vai dizer, me surpreenda!”, o que não foi difícil. Logo chegou à nossa mesa um tabuleiro de espetos de camarão empanado com bifun (!) e molho de wasabi. A apresentação da tapa, meio que lúdica por me levar para os tabuleiros de pirulitos da infância, e aqueles cabelos assanhados de bifun, já são meio caminho andado, que dá mais duas voltas no quarteirão quando a gente mergulha o camarão no molho e morde. Tipo… perfeito. Na foto também umas cebolas em redução de balsâmico di Modena.

Àquela altura já estava claro que o chef não economiza na qualidade dos produtos e que manja MUITO do riscado, e quando ele veio perguntar o que eu gostaria de comer, devolvi um sorridente: “O que eu vou comer, chef?”, confiando a ele as minhas expectativas. Não demorou e ele nos trouxe Tataki de Bonito (com tomates confitados e abacate). É preciso entender muito de peixes para oferecer aquela textura honesta e não trair o sabor do pescado com mais artifícios do que o mínimo necessário. É quando o mínimo é o máximo e o chef está ali para ressaltar o sabor da natureza e não sobrepo-lo. Falo da elegância da discrição e do respeito à matéria prima, e isso não é nada fácil, creiam. Bem… perfeito.

taperia4

A conversa entusiasmada com a deliciosa amiga Fernanda Almeida, responsável pelo lindo desenho de luz da casa, foi se estendendo noite adentro, a sangria foi esquentando o peito, fui arreando na cadeira, soltei os cabelos, a língua, o riso, e quando percebemos os garçons (gatérrimos, moço e moça) já guardavam o mobiliário da varanda e a casa já se preparava para fechar as suas portas. Meu Deus! Tinha uma reunião importante de trabalho pela manhã! E saí sem café nem sobremesa, um pecado certo. Mas como vou voltar muito ali…

taperia5
(Juli-Nanda-Yo)

Os preços? Bom, mais caro que um boteco bacana, mais barato que um restaurante da moda. As tapas custam de 30 a 50 pilas. Pagamos 85 por pessoa, que acho que deve ser uma boa média a ser considerada.

O fato é que eu SUPER recomendo o La Taperia, que roubou meu coração forte. Sem falar na frequência, de muita gente bacana e conhecida.

Tá tudo aqui na fanpage! Sugiro fazer reserva, que a casa tá bombando.

§ 17 Respostas para La Taperia é amor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento La Taperia é amor no .

Meta

%d blogueiros gostam disto: