Feliz Chocolate!

31 de março de 2013 § 8 Comentários

chocs
Gente, com a Novela Cabruca eu ganhei tanto chocolate, mas tanto chocolate, que se fosse para ficar postando naquele esquema de chocolate do dia, no meu tempo, ia acabar o ano e eu não ia dar conta. Vou atualizar em blocos, e aproveitando o gancho do Domingo de Páscoa, jogo logo seis chocolates de uma vez na cabeça de vocês. =)

De todos os chocolates que a querida Amanda me mandou de Nova York, dois deles me chamaram a atenção sobremaneira, e devem ter sido os meus preferidos: o jovem americano Scharffen Berger, de São Francisco (criado em 1997 e comprado pela Hershey em 2005) com café, e o boliviano El Ceibo com nibs e uyuni salt, das mais gratas experiências até agora. São realmente categoria supra-sumo. A Carlota, do Baianices, me deu logo a real que o chef David Lebovitz mandou avisar que eu tinha que fazer uma sobremesa com este primeiro, e mesmo com gana de devorar aquela barra inteira depois da primeira mordida, fui uma boa menina, obedeci, e a minha musse ficou extraterrena.

stella
Este Stella é um chocolate suíço 68% feito com nosso cacau cabruca, que a Jennifer e o Roland me mandaram da Cooperativa Cabruca, daqui de Una, Sul da Bahia. Altíssimo nível, feito com baunilha, possui leve toque de amendôa. Stella também produz chocolates orgânicos com cacau fino da Índia, da Costa Rica e do Equador; acaba de lançar barras de 50g e barras com Stevia, uma inovação no quesito chocolate fino. É possível encontrar o Stella no Brasil, em São Paulo no Santa Luiza, e Belo Horizonte no Supermercado Verdemar. Super recomendo.

ao leite

Comparando chocolate ao leite nacional com os orgânicos gringos. Bom, não tem comparação. Eu já conhecia o americano Theo de laranja que a Thaísa tinha mandado pra mim também de Nova Iorque, mas dessa vez experimentei o de coco (esqueça o Prestígio) e o Leite, que degustei junto com o Lacta de uma caixa comemorativa aos seus 100 anos, e que Nando me deu de presente justamente com este propósito. O nosso é gorduroso, dulcíssimo e o sabor, aquele de cacau fino, que o meu paladar já se acostumou, perde-se TOTALMENTE. Ainda não me conformo de produzirmos um cacau tão incrível e não fazermos aqui no Brasil um chocolate definitivamente espetacular. Andiemo!

paul

Para finalizar, uma constatação: não gosto de bombons, prallinés em geral… me parecem sempre muito afetados e necessariamente mais doces. Esta caixa do bombado Pierre Marcolini (Bruxelas-BE) foi uma das mais caras que comprei no Salon du Chocolat, e se arrependimento matasse… detestei o caramelo de laranja, combinação que costumo apreciar. O fato é que eu gosto de baaaaaaaaaarra! Barra roooooooooooooots! Amaaaaaaaaaaaaaaaaaarrrrrrrga! Com salzinho, nibs, grãos de café, pimenta, especiarias e coisas que tais.

Por enquanto é só amiguinhos. Você acaba de acompanhar o capítulo #14 de Cabruca, uma novela de chocolate, no seu canal Pitéu.

§ 8 Respostas para Feliz Chocolate!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Feliz Chocolate! no .

Meta

%d blogueiros gostam disto: