Mar na Boca

1 de dezembro de 2012 § 4 Comentários

mar1

Um dos melhores restaurantes que eu conheci nos últimos meses foi o espanhol contemporâneo Mar na Boca, que eu já pretendia há muito tempo.

A fórmula é simples, mas não tanto. Instalado numa casa de uma discreta transversal do Corredor da Vitória, ali pelas imediações do MAB, o restaurante é composto por uma área externa e por um elegantérrimo salão, clean e muito bem decorado, com revestimentos impecáveis e obras de arte de um dos maiores expoentes das artes visuais na Bahia, o mago Bel Borba. Flores selvagens frescas no lindo balcão dos fundos, mesas forradas com as mais ricas toalhas brancas e imaculadas, banheiro que dá vontade de morar, e a melhor e mais chique música brasileira de fundo em volume adequado. Climatização super okay, atendimento pronto e gentilíssimo, não apenas dos garçons, como também do chef Tako Pezonaga, muito presente no salão, que faz questão de trazer os pratos à mesa para os seus clientes, explicando-lhes o conceito, técnicas e história de alguns pratos típicos de seu país, reforçando sempre com muito orgulho, o frescor dos peixes e mariscos pescados ainda aquela manhã, o que, de fato, salta aos olhos e à língua.

Aliás, chegamos aqui no ponto máximo da casa, porque convenhamos que o mais importante num restaurante é a comida (dã), mas isso, por incrível que pareça, muitas vezes se perde. Lá não. A comida é um milagre na boca, um mar na boca. E o segredo nem é segredo. Frutos do mar fresquíssimos, quase vivos, preparados à maneira mediterrânea com uma cocção mínima e perfeita, manipulados com maestria, poucos e excelentes temperos e condimentos que apenas realçam o sabor das carnes. Falta-me agora um adjetivo mais que perfeito para descrever a experiência sublime que foi comer no Mar na Boca.

mar2

(consumè gelado de melão | carta e serviço impecável de vinhos | tortilha de bacalhau sem batata com ovos orgânicos | o melhor vermelho que já comi com legumes crocantes e molhos mágicos | detalhe do cardápio de tirar o fôlego | meu querido primo-irmão Chris, comparsa nesta aventura delirante)

É caro. Não sei exatamente quanto custou a conta, porque o meu acompanhante não me permitiu o menor movimento no sentido da bolsa, mas a julgar pelos vinhos, deve ter ficado em mais de 300 pilas. =/

Ah! Tem menu degustação (R$85) e sobremesas pra lá de sedutoras, vou logo avisando.

Para dias especiais.

É isso… tipo incrível.

O restaurante Mar na Boca fica na Rua Doutor Aloísio de Carvalho, 2, Corredor da Vitória. O telefone é 3022-8580 e você pode bisbilhotar aqui no site.

§ 4 Respostas para Mar na Boca

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Mar na Boca no Pitéu.

Meta

%d blogueiros gostam disto: