Visita de Netuno

8 de setembro de 2012 § 28 Comentários

Ontem pela manhã, entrei num site que uma amiga querida havia me indicado, de uma astróloga considerada incrível, tanto que nos primeiros dias do mês, o tráfego no seu site é tão absurdo que não se consegue abri-lo. Fiquei bastante impressionada com o nível de detalhamento e precisão de suas previsões de setembro para o meu ser sagitário. O texto era grande e alguns paráfragos mereceram, naquele momento, uma menor atenção da minha parte, como este aqui:

One note – remember to get water insurance for your home, whether you rent or own your space. With Father Neptune sitting in your house of home now, he will want to come visit you and bring the sea with him when he does. Do not keep any favorite treasures, such as photographs or special books or papers, in the basement, as water usually floods there first. If you own a country weekend cottage, you need to have insurance for that home, too. Be sure to be covered for all sorts of water damage, not just floods.

Diz basicamente para ter cuidado com a água em casa, evitar deixar coisas valiosas em lugares por onde ela possa fluir, etcetera, uma vez que Netuno encontra-se na minha casa do lar. O texto diz que “ele vai querer me visitar e trará a água do mar consigo”. Okay, segui leitura, segui viagem, e como falei há pouco, de todos os parágrafos, este talvez tivesse sido o que dei menor importância. E parti para a faxina.

Algumas horas depois, no máximo duas, eu atravessei a cozinha rumo à área de serviço e percebi que o chão estava molhado; e não só isso, a parte inferior da pia estava inundada, por trás da cortina. Refratários transbordando, prateleira escorrendo para o chão, também inundado, com a água escoando no sentido de uma ligeira inclinação para a área de serviço onde há um ralo (minha sorte).

Que saco! Foi a primeira coisa que eu pensei. Eu ODEIO ter que consertar coisas, corresponde a ler manuais, mas o que se haveria de fazer? Feriado, meu encanador deveria estar “carcano o dente na cana”, e eu teria que dar uma providência para evitar o desperdício da água e o caos. Vamo’ lá. Esvaziei tudo, de cima e de baixo, dipus sobre a mesa, e ergui a pia, que felizmente é apenas encaixada. Fiz o caminho inverso da água com os dedos e descobri que o vazamento era proveniente de uma rosca folgada, coisa simples, graças a Deus! Agora era encontrar o alicate e rezar para que servisse pois o acesso à tal rosca era por um buraquinho tão ruim de chegar que eu nem consegui fotografá-lo. Não achei o meu alicate de jeito nenhum… a única ferramente semelhante não chegava na pinóia da rosca. Apelei para um pinça de kokeshi (!), e consegui apertar a zorra da rosca, acreditam? O vazamento cessou, me senti orgulhosa, e parti para enxugar a inundação.

Na primeira passada de rodo no chão, meu coração deu um pulo. Era Netuno! Ele havia me visitado e trouxe o mar consigo para a minha cozinha… que honra, que sorte. =)

§ 28 Respostas para Visita de Netuno

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Visita de Netuno no Pitéu.

Meta

%d blogueiros gostam disto: