Risotinho de limão pra casar com filé

21 de julho de 2012 § 13 Comentários

Originalmente o risoto é prato único, mas aqui em casa ele também já assumiu, há muito tempo, o posto de acompanhamento, mais precisamente nesta versão de limão, perfeita para acompanhar filés, medalhões ou escalopes muito suculentos.

Arrume o seu fogão assim: numa panela, 1 litro de caldo de legumes (preferencialmente caseiro, porque as doses de sal dos industrializados chegam a níveis letais – é contigo) em fogo baixo. Numa panela vizinha, cebola branca ralada refogando numa colher de manteiga clarificada (quando derreter, e antes de juntar a cebola, colha a espuminha, que são as impurezas com uma colher); antes que doure (fogo baixo, hein? o risoto é todo trabalhado no fogo baixo) junte 1 xícara cheia de arroz arbório ou carnaroli (tá ligada que não lava nem por decreto, né? senão não dá liga, não é risoto) e refogue misturando bem misturadinho. Hora do vinho, branco, seco, e bom. Nem caia na besteira de usar vinho fuleiro que será notório e péssimo para a sua reputação e paladar. Encontra-se bons vinhos chilenos na faixa de 19 reais, que você vai usar em vários pratos, deixa ele na geladeira; isso, claro, se você não resolver carcar o dente nele enquanto prepara a refeição, né? Então… pouco mais de 1/2 xícara de vinho, que você vai misturar bem e deixar evaporar o álcool.

Só então, você vai começar a adicionar o caldo de legumes aquecido em pequenas conchas, aos poucos, ao tempo em que você vai mexendo lentamente o risoto, sem parar, até que ele esteja pronto. Aproveite esse tempo para organizar as coisas na sua cabeça. Como vai a vida? Tem cuidado bem de você? E aquelas pendências chatas? Será que não é hora de resolver logo? Uma coisa de cada vez? Tá, mas não esquece de ir hidratando o risoto com o caldo até que o grão esteja al dente e com caldo. Para deixar este risoto mais cremosinho eu costumo juntar um pouco de creme de leite e um pouco de cream cheese, ou apenas um dos dois, mas é opcional, viu?

Hora de acertar o sal. O limão, responsável pelo sabor, aroma, e título do prato, entra por último, em raspinhas muitas (cuidado para não ralar a parte branca, que amarga). Gosto de usar o siciliano ou o mirim, mas você pode, inclusive, evoluir para laranja e tangerina também, fica a vontade.

Deite no prato imediatamente, pelando, abra um buraco no meio, salpique pimenta do reino moída na hora e parmesão ralado em lascas, se assim desejar, encaixe ali no meio o seu melhor filé, e aproveite bem os momentos deliciosos que virão em seguida, com muita calma nessa hora.

§ 13 Respostas para Risotinho de limão pra casar com filé

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Risotinho de limão pra casar com filé no Pitéu.

Meta

%d blogueiros gostam disto: