Vichyssoise

5 de maio de 2012 § 3 Comentários

A pronúncia é vichissoase (do francês), mas não se assuste porque não poderia ser nada mais simples: trata-se apenas de uma sopa fria à base de batatas e alho-poró.

É engraçado e uma pena que as sopas frias nos causem tanto estranhamento, por não fazerem parte da nossa cultura. Eu mesma tive muita resistência para preparar e experimentar, mas feito isso, me rendi completamente à idéia das sopas frias, mais especificamente esta e a gaspacho, que foram as que experimentei até hoje.

Não que a vichyssoise não possa ser sorvida quente, pode sim, e fica ótima, que esta aqui eu aqueci no dia seguinte, mas já que normalmente tomo sopas quentes, no caso desta aqui, prefiro sempre gelada. Ela é perfeita para festinhas com pequenos roteiros gastronômicos. Exemplo: canapés – vichyssoise – salada – prato quente – sobremesa. E o melhor de tudo eu guardei para o final: é muito fácil, acompanhe.

Para 8 a 10 pessoas, como entrada, use 4 batatas grandes e 2 talos de alho poró. Bom, eu faço assim: descasco e corto as batatas em cubos. Numa panela de pressão douro 1/2 cebola branca pequena em pedaços grandes (depois tudo vai para o liquidificador, portanto não perca tempo picando nada bonitinho) + 1 dente de alho descascado cortado ao meio em 6 colheres de azeite de oliva e 1 de chá de manteiga. Depois junto os cubos de batata e a parte branca do alho poró em rodelas (salve a parte verde para fazer um caldo de legumes incrível que entra daqui a pouco), e quando estiver tudo bem envolvido e refogadinho, somo coisa de 1 a 1,2 litro de caldo de legumes (que tanto pode ser do pronto, como feito em casa, que deixa a sopa bem mais suave), e por fim acerte o sal, se necessário, ou caso tenha usado caldo caseiro sem sal. Pronto, é tampar a panela e deixar cozinhar por 20 minutos depois que pegar pressão. Feito isso, tira-se a pressão, abre-se a panela e bate-se tudo no liquidificador, acrescentando-se mais caldo de legumes, caso fique mais grosso do que você gostaria. Quando sirvo gelada, prefiro mais ralinha, daí a sopa deve ir para a geladeira por, pelo menos, 4 horas. Use taças abertas e salpique alguma hortaliça (usei ciboulette aqui). Se for servir quente, ela pode ficar mais encorpada, e pode receber o auxílio de um chorinho de creme de leite para ficar mais “macia”. Gosto de ralar parmesão grosso por cima também, super combina. Neste caso sirva em cumbucas ou pratos fundos, normal.

Muito suave a apropriada ao nosso clima essa sacada francesa, viu?

§ 3 Respostas para Vichyssoise

  • Izabel disse:

    Também prefiro sopa quente. Ainda mais na minha região (sul de Minas), onde essas noites de outuno sugerem uma cumbuquinha fumegante. Vou fazer hoje mesmo. Abç. Izabel

    Curtir

  • Beth Gregorio disse:

    Olá Katita!
    Eu também adoro essa sopa, só que beeem quente. Ainda tenho uma certa resistência a sopas frias.
    Eu coloco creme de leite fresco pra ficar “aveludada” e salpico parmesão, cebolinha e bacon bem crocante por cima.
    Fica deliciosa.
    Beijos.
    Beth.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Vichyssoise no .

Meta

%d blogueiros gostam disto: