Filés de dourado ao molho de tomates e azeitonas verdes

24 de abril de 2012 § 17 Comentários

Eu nunca mais tinha feito minhas comidinhas intuitivas, que melhor definem o meu jeito de cozinhar. Sentir vontade de comer o peixe que está no congelador e decidir na hora o sabor e o acompanhamento que ele terá, a partir do que eu tenho em casa, do que preciso aproveitar rápido, de um tempero que ganhei, ou, no máximo, dar uma esticadinha até a esquina para comprar hortaliças fresquinhas. Este é o meu melhor e mais pleno estado de espírito para cozinhar, e justamente por isso o resultado são os melhores sabores que saem das minhas panelas. Sem planos mirabolantes, sem estratégias, sem estresse, sem receitas… só inspiração e desejo.

Ainda bem que eu não coloquei nenhum outro ingrediente neste peixinho que acaba de me fazer feliz, pois a sensação que eu tenho é que uma simples pétala de cebola a mais, uma simples pitada de um daqueles condimentos incríveis ali, seriam capaz de comprometer tal felicidade. Sim, porque a felicidade pode residir num belo prato de comida, é sabido.

Não salgue muito os seus filés de peixe (usei 4 filés grandes), pois vamos usar azeitonas! Disponha-os numa travessa, tempere-os com sal, pimenta do reino moída na hora e gotas de limão. Tome uma frigideira, unte-a com óleo de sua preferência, deite os filés e leve-os ao fogo médio, primeiro para soltarem a água, depois cozinharem nesta mesma água e depois secarem nesta mesma água. Só vire-os uma vez com a ajuda de uma espátula quando a água estiver quase seca. É preciso algum carinho nesta hora para que não se quebrem, e eu sei que você tem bastante aí dentro.

Lindos, não? Retire-os da panela, e reserve-os em forno baixo para mantê-los quentes, e na mesma panela azeite de oliva ou manteiga que cubram o fundo da panela, mas sem exageros porque isso não é uma fritura, é um molho! Leve ao fogo e solte ali 1/2 cebola em pétalas, 2 dentes de alho picado, e refogue em fogo baixo; some 1/2 xícara de molho de tomate pronto, 1 pitada de açúcar (onde entra tomate entra uma pitada de açúcar) e um pouco de água, coisa de 1 dedinho. Deixe reduzir para somar um punhado de azeitonas verdes sem caroço cortadas em rodelinhas, e só depois acertar o sal, se necessário. Por fim, aquele punhado de salsinha fresca picada. Agora é só cobrir os filés aquecidos com o molho para comprovar mais uma vez como é fácil comer gostoso.

Para acompanhar fui de arroz branco fresquinho e pelando, bem puxadinho no alho, palmitos pupunha e firulinhas de alface (é como eu chamo os cabelinhos de alface que faço para Bento, que adora alface, mas só come se for assim, misturado à comida como se fosse uma hortaliça).

Com a benção de Iemanjá, que é quem despacha os processos do mar. Odoiá!

§ 17 Respostas para Filés de dourado ao molho de tomates e azeitonas verdes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Filés de dourado ao molho de tomates e azeitonas verdes no Pitéu.

Meta

%d blogueiros gostam disto: