Um drink depois de Pina

20 de abril de 2012 § 22 Comentários

Ontem eu fui ver Pina. Saí com um nó na garganta, um negócio querendo explodir no peito, queria prolongar aquela sensação de felicidade plena, de fé, de alegria de viver, de contemplação do Belo, de conexão com o Divino. Precisava beber um negócio, sozinha, entocadinha num lugar gostoso, numa mesinha de canto. Me lembrei que tinha achado o Acqua Café, na Marina, um lugar charmoso e despojado, com pouca luz, deck com vista de barquinho (digo, lanchas chiquérrimas), me lembrei também de ter comido umas brusquettas bem boas e desci a contorno bem devagarzinho com garoa fina no parabrisa.


(Perdão pelas fotinhas cretinas de celular, sim? Piora quando são noturnas)

Encontrei tudo igual. Pedi um mojito que estava meia-boca (R$10), bruschettas de brie com salmão defumado que estavam incríveis (R$16), tive um atendimento atento, e paguei R$28 (com taxa) pelos 30 minutos que passei lá, nada mais que isso. É que não consegui manter a presença de Pina e Wim Wenders no meu espírito, deve ter sido por causa da Celine Dion (ou similar) cantando melosa no meu ouvido, daí a pressa de voltar para o silêncio do carro sozinha e tentar resgatar de volta a ambiência e a beleza do filme.

Mas voltando a Pina, me prometam que vão assistir neste fim de semana enquanto ainda está em cartaz, em 3D, na telona? Em contrapartida eu lhes prometo uma obra-prima de rara, raríssima beleza, uma oportunidade única de conexão com “Aquele Um”. LG, senti a sua presença do meu lado esquerdo; Lu, senti a sua do meu lado direito.

O Acqua Café fica no complexo de bares e restaurantes da Marina, Av. Contorno, uma das vistas mais belas da cidade de São Salvador da Bahia. É bom para namorar, isso claro, se você gosta de Celine Dion e relativas, ou se tem um bom poder de abstração, coisa que eu não tive ontem.

§ 22 Respostas para Um drink depois de Pina

  • Márcia Lefouet disse:

    Era o que eu pensava: além do contraste das texturas, também o das temperaturas. Vou copiar! Bjs e pode deixar que Guigão é apertado dia e noite, noite e dia!!! Bjs!

    Curtir

  • Lena Lebram disse:

    Ah Kátia, Q bom é saber q não somos os únicos fora do rebanho. Detesto cantoras chorantes como A Celine Dion e Adele. Bem vinda ao clube! Voce tem uma linda cabeça muito pensante e dvertida.

    Curtir

  • Márcia Lefouet disse:

    Katita, amore, nessa bruscheta de salmão defumado eu notei que ele estava em cima do queijo. Pergunto: ele também foi esquentado, ou só o queijo estava quente, e o salmão mais fresco? Não consegui entender pela foto, e fiquei com vontade de fazer por aqui… kkkk
    Bjsss e tô AMANDO a série cozinha finnnna, hein? 🙂

    Curtir

  • Rachel Chamusca disse:

    Claro que ontem fui assistir Documentário Pina, em 3D. Aliás, sem a terceira dimensão muito se perderia da plasticidade dos movimentos. Virtuosíssima direção do alemão Wim Wenders.

    Filme de compreensão difícil, daqueles que a maioria das pessoas dirá que é chato. Assisti-lo é experiência puramente sensorial. Visão de beleza inacreditável e surpreendente. É tão belo que parece irreal. Os corpos, algo gastos pelo tempo e tensão, se revelam numa beleza arrebatadoramente nua, despida do glamour e maquiagem digitais. Cada coreografia é um susto, um arrebatamento… Também saí de lá com um nó na garganta…

    Inacreditável que a academia de Hollywood, tão previsível em seu conservadorismo, tenha indicado para receber a estatueta um filme tão desconcertantemente fora do padrão.

    Pensei que teria sido muito bom ter voce do meu lado.

    bj.

    Curtir

  • Cristie, Santos, SP disse:

    Ola moça Katia,
    sempe passando aqui , sempre de olho cheia de vontade de voltar a São Salvador, como uma enorme vontade de passar esse meu niver em setembro ai!
    então suas dicas de lugares vão sendo anotadas, guadadas com carinho..
    obrigada!

    Curtir

    • Katita disse:

      Cristie, Salvador vai te receber de braços abertos que nem nosso Redentor fake lá da Barra!
      E até setembro, haja caderninho para anotar o tanto de dica que eu tenho aqui pra soltar!
      =)
      Beijo,
      K.

      Curtir

  • Cládia Bertolucci disse:

    Oi, Katita! Você viu a versão 2D ou 3D? Se foi a 2D, fui eu que traduzi as legendas. : ) Chorei rios. Sou sua fã há um tempão, de longe, aqui em terras paulistanas, viu? Beijo!

    Curtir

  • jubussola disse:

    Oi amoreeeeeeee!!!!!!!!!!!!!

    Adoramos ver vc na Cozinha Finna!!!! Coisa mais linda do mundo!! To doida pra fazer o pão de manjericão.

    Preciso confirmar o endereço pra mandar a tão sonhada panela de barro pra la de autêntica!!!! Ela já embalada ha um tempão (parece até novela mexicana!!!!), e não me chama de enrolada não, tá!!! (rs***)
    Vc ainda tem meu e-mail?? Bem…. jubussola@gmail.com

    O Lu falou que é pra vc fazer uma muqueca “capixaba” de lamber os beiços na sua panela nova e colocar no site (eu mereço, né??!!!)!!! Ele ta mandando beijos! Falou q a Celine Dion foi de matar o clima!!!

    Minha linda fico aguardando a confirmação!!!

    Milhões de beijos e cheiros!!!
    Ju, Lu (marido) e Lu (filhota)

    Curtir

    • Katita disse:

      Ju, Lu & Lu, adoro esse clima festivo que vem daí de vocês!
      Tá prometida a moqueca quando a prometida panela chegar!
      Beijos carinhosos na família toda,
      K.

      P.S.: Ju, tô mandando e-mail!

      Curtir

  • Ferc disse:

    Ai, Katita, quanta sensibilidade, não é mesmo? Eu vi e saí com uma vontade louca de dançar no meio da rua, mas me contentei com a sala de casa mesmo:) “Dance, dance! Senão estamos perdidos!” Bjs, querida!

    Curtir

    • Katita disse:

      Ferc e aquilo de “é quando faltam palavras que entra a dança”?
      Lembrei da Rita dos idos do Tutti-Frutti também: “Dance, dance, dance, faça como Isadora, que ficou na história por dançar como bem quisesse…”
      A Isadora foi outra, né?
      Beijo de amor e afinidade, minha amiga carioca linda de morrer!
      =)
      K.

      Curtir

  • Pati Sato disse:

    Katita,
    Fui ver Pina ontem, do you belive? Ao fim eu estava chorando, com um sentimento de plenitude…. Lala olhou para mim e começou a rir, típico dele kkkk. Concordo com tudo que vc escreveu sobre o filme.
    Agora mudando de assunto, te mandei um e-mail há sei lá, 3 semanas sobre um molho e até agora nádegas….
    beijos

    A Sato

    Curtir

    • Katita disse:

      Bicha, eu chorei do início ao fim. O rapaz ao lado não entendeu nada. E-mail é? Molho é? Vou ver aqui, nega, mas tu manja meu timming, né? Devo não nego, bla bla bla…
      =)
      Beijo, gostosa.
      K.

      Curtir

  • Renata disse:

    kkk!!! Muito bom! Realmente, qq lugar perde parte do seu charme quando toca Celine Dion. Adele tb não dá pra aguentar, hein? Vou ber Pina esse finde. E Receberia as piores noticias…. tb tô louca pra ver. Beijão.

    Curtir

  • Carmen disse:

    Kátia, eu acho que são poucos os privilegiados que conseguem gostar da música “cebola” de Celine Dion, especialmente “My heart go on”, ô musiquinha chata, viu…só estão perdoados os casais com menos de três messes de relacionamento. Que pena que não tenha conseguido manter a sensação que trouxe o filme para você.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Um drink depois de Pina no Pitéu.

Meta

%d blogueiros gostam disto: