Linguine com alho negro e manjericão crisp

29 de fevereiro de 2012 § 32 Comentários

Linguine, ‘cê sabe, né? É essa massa longa, fininha, achatadinha e não arredondada, como o espaguete.

E agora que todo mundo já falou do tal do alho negro, chegou a minha vez. De fato, alho negro é um troço massa. Além de lindo e instigante pelo exotismo, tem um cheiro forte e espetacular, que lembra… cogumelo seco, sei lá; depois tem a consistência meio cremosa (tipo quando a gente assa alho comum com casca, sabe como?), e por fim o sabor super leve, delicado e meio adocicado, ao contrário do que sugere a sua aparência diferentona. E o melhor: não deixa bafo!

Alho negro é caro mas acho que dá para investir 15 pilas num alho (acho que foi o preço que vi na Perini, porque nunca comprei, mas ganhei alguns de presente) para finalizar uma massinha glam para 4 pessoas, dá não? Porque eu vou te falar: é uma experiência bacana, viu? Agora assim, um ingrediente especial como este precisa de destaque, daí que a pessoa não pode cair na besteira de preparar um prato cheio de informação, senão ele vai se perder, concorda?

Minhas sugestões de uso são: como entradinha com um azeite espetacular e um pãozinho ídem, numa bruscheta ou sanduíche de luxo, na finalização de um risoto, mas, principalmente, numa massinha basicona.

Eu fiz assim: um zig-zag de azeite de oliva do bom no fundo de uma frigideira teflon + 1 fio de óleo para o azeite não queimar. Quando estava bem quente eu soltei um punhado de manjericão que ficou esquema crisp rapidinho; daí eu baixei o fogo, somei uma colher de manteiga, esperei derreter e juntei 1/3 de um alho negro (uns 4 dentões) fatiado só para dar uma chiadinha ali, e acabou minha gente. Depois foi só misturar dois ninhos de linguine al dente (que eu aprendi com as minhas leitoras que o mais legal é cozinhar só no sal, sem fio de óleo e NUNCA JAMAIS choque térmico para não lavar o amido que agrega o molho, e elas tem TODA a razão, nunca mais cometi esses pecados!) escorrido ali na hora e bem úmido porque essa aguinha aí evita que a massa fique ressecada, apesar da manteiga e do azeite.

Pimenta do reino moída na hora para quem é de pimenta do reino moída na hora e parmesão ralado grosso para todos, pode ser?

Perfeito para almoçar sozinha quando o filho vai passar a tarde com o coleguinha depois da escola. Ô delícia!

Queixume: Poxa, vida, eu não podia ter raspado um ‘cadim de nada de casquinha de limão naquele molho? =(

§ 32 Respostas para Linguine com alho negro e manjericão crisp

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Linguine com alho negro e manjericão crisp no Pitéu.

Meta

%d blogueiros gostam disto: