Greek Fiesta!

12 de janeiro de 2012 § 46 Comentários

Nada acontece de graça, né? Quando a leitora Luciene, que hoje tornou-se uma amiga muito querida, mandou da Grécia, onde vive há muitos anos, vários sabores gregos junto com um livro sobre aquela cultura gastronômica, eu jamais imaginaria que aquele gesto culminaria aqui. Recebi os presentes, fiquei louca, reproduzi duas receitas de imediato, devorei o livro, entendi a cultura grega à mesa. Passados alguns meses, uma pessoa láááááááááá em Londres, procurando queijo feta na Bahia, cai no Pitéu, justo nestas receitas. Lê minha bio, vasculha o meu blog e intui que eu sou a pessoa que ela procurava para chefiar a sua cozinha gourmet em Maraú. Me contrata e me pede (supondo que eu sei tudo sobre a culinária grega) uma noite grega para homenagear alguns de seus convidados, que são gregos, mas vivem há muitos anos em Washington, distantes de sua terra natal.

Não é lindo como as coisas se juntam, se enlaçam, se completam, se fundem, se ampliam sem que interfiramos?

Então… quando a minha cliente me pediu a noite grega eu sabia que poderia fazê-la. Não que estivesse completamente pronta, claro que não, teria que estudar, me preparar, testar, mas entendia os princípios básicos da dieta grega, na verdade muito simples, muito saudável, leve e deliciosa. Reli o livro de cabo a rabo, pesquisei imagens na rede e fui falar com um greek fooder, filho de grego, que morou lá por muitos anos, um santo que caiu do céu pelas mãos da minha amiga Rachèl, que nos apresentou. Com Armando pude entender a dinâmica da mesa grega, que começa com jarras d’água, pão e azeite (encontrei um grego maravilhoso na Perini e dispus naquelas azeiteiras de vidro tão típicas que encontrei por acaso entre as minhas andanças, mas infelizmente não consegui fotografar tudo), e segue para os mézedes (entradas) banhados a ouzo (uma bebida típica com forte traço de aniz), que se confundem, por sua vez, com os pratos principais. Com o Armando entendi que as refeições dos gregos são sagradas, uma celebração que pode se prolongar por horas e horas e horas à mesa.

O meu desafio seria preparar muitos pratos para encher e colorir a mesa grega; deveria ser fiel aos seus princípios, costumes e tradições, até mesmo no corte dos vegetais; deveria encontrar ouzo, feta e massa filo, deveria receber uma mulher de Atenas.

Fechei no seguinte roteiro que colo aqui dos meus arquivos:

Roteiro do jantar grego

1° movimento: Jarras d’água, azeite grego e pão

2° movimento: os mézedes (entradas)
Melitzanosalata (antepasto de berinjela) | gemistó (tomates, abobrinhas e pimentões recheados com espinafre feta e carne de cordeiro | keftédes (bolinhos de carne de cordeiro) | spanakópyta (torta de espinafre) com feta | peixe frito (petitinga) com suco de limão | camarão com tomate e feta | salada grega (beterraba, tomates, pepinos, cebolas, azeitonas, queijo feta, orégano, azeite de oliva) | feta assado com tomates e pimentões coloridos

Para beber: ouzo

3° movimento: prato principal
Pernis de cabrito assados com batatas à grega (corte específico)

Para beber: vinho grego

4° movimento: Sobremesa
Baklavá


(pernil de cabrito com batatas gregas | keftédes de cordeiro | melitzanosalata | gemistó | feta assado com pimentões | sobremesa “muito grega” | geral dos mézedes | minha bíblia grega, presente da Luciene | eu com os meus contratantes, o Charlie e a Analida | eu e a doce Ileana, minha musa grega)

Apesar de ter levado meu trahanás (massa para sopa e tortas), presente da Luciene, para fazer uma sopa, não houve tempo e nem necessidade, pois seria impossível preparar todos os clássicos, e já havia comida suficiente. De maneira que eu limei também o moussaká, o avgolemono (guarnição feita com arroz, ovos e sumo de limão), o guisado de grão de bico, o tzatzíki (coalhada com pepino e alho) e o saganaki (queijo à milanesa grelhado), que também estavam previstos.

De toda a imensa lista de compras para todos os dias, o único ítem de que me esqueci foi a massa filo, que deixei para comprar no dia da viagem, e que seria fundamental para o baklavá (aquele doce assado com massa filo, mel, nozes e canela, sabe?). Lá só consegui massa folhada, que não serve pois estufa muito. A sobremesa tornou-se um problema, portanto. É certo que os gregos gostam muito de iogurte com mel e frutas, como sobremesa também, mas como eles fazem o melhor iogurte do mundo, seria um tiro no pé servir-lhes o que tínhamos à mão. Foi quando mais uma santa caiu do céu, a Ileana, uma das homenageadas, que veio visitar a minha cozinha e me deu dicas fundamentais, me ensinou o corte típico da batata grega e me ensinou uma sobremesa “muito grega” como ela mesma disse, e muito simples. Eu deveria cortar tiras de massa folhada da largura de um dedo, fritá-las em óleo muito quente, escorrê-las e alternar em camadas com mel, nozes picadas e canela, numa espécie de derivação do baklavá. Salvou a minha pele e ficou muito encantada com a minha sugestão de cardápio e de como eu o havia pesquisado, estudado e disposto. Faltava agora que ela aprovasse o sabor e a apresentação dos meus pratos.

Foi uma noite muito animada, com música grega e ensaio de danças típicas mais cedo na minha cozinha (arrasei com a Ileana). Todos pareciam muito satisfeitos e comiam de tudo, entusiasmados. Eu, muito atenta do balcão, tentava ler-lhes as impressões pelas suas expressões. Estava confiante, mas ainda que eu tente aqui nunca vou consegui explicar o que senti quando a Ileana, ao final do jantar, veio me dizer que tinha lágrimas nos olhos pois naquela noite ela tinha sentido o sabor de seu país como se estivesse lá. Nos abraçamos e foi muito emocionante. Estabelecemos ali uma forte simpatia e ligação. Eu nunca vou esquecer a Ileana e acho que ela também não vai se esquecer de mim. Indo a Washington, sem dúvida vou procurá-la e abraçá-la de novo.

Preciso agradecer publicamente à minha amiga Luciene, que me introduziu à culinária grega e sem querer acabou provocando isso tudo. Obrigada à minha amiga Rachèl, que me apresentou ao Armando; ao Armando Ollandezos, meus agradecimentos mais do que especiais, meu carinho, meu afeto, pela disponibilidade (até para atacar de zorba), pela paixão, pelos arquivos, pelas informações e pela garrafa de Ouzo que me presentou e que tanto animou a festa; à Ileana, a mais elegante matrona grega que pude conhecer, apesar de não conhecer nenhuma outra; à Analida, minha contratante, que acreditou na sua intuição e apostou tudo em mim; e, finalmente, ao Divino, que a gente não vê, mas rege isso tudo.

§ 46 Respostas para Greek Fiesta!

  • Fiquei muito feliz por vc! Vc entusiasma muito a gente!
    Preciso aprender cozinha grega, meu marido adora!
    Beijos!

    http://amenidadesdekelly.blogspot.com

    Curtir

  • Bia disse:

    Meu deus, que mesa linda! Seu “derivado” do baklava deve ter ficado ótimo! Adoro esses doces, até porque sou descendente de libaneses e esse doce é muito comum na nossa culinária. Eu também já fiz, com a massa filo, na faculdade de Gastronomia, e não dá pra não ficar bom, né, massa folhada, aquela calda de mel, agua de laranjeira e especiarias e oleaginosas? Hahahah. Parabéns mesmo, deu vontade de repetir várias receitas aqui em casa!

    Curtir

  • Que maravilha! Fiquei super curiosa para conhecer a fundo a culinária Grega, e com água na boca.

    Parabéns Katita!

    Bjs,
    Lolita (amiga do Armando)

    Curtir

  • Mônica Angelim disse:

    Muito bom!! Que sensibilidade e beleza.

    Vou repassar para meu filho interessado em gastronomia.

    Bjs
    Mônica

    Curtir

  • leiliane disse:

    Que estória maravilhosa. Eu até me perco em pensamento imaginando as situações que vc relatou e os sabores que proporcionou aos convidados. Deslumbrante! Parabéns

    Curtir

  • liviafortaleza disse:

    Mulher, já saquei aqui meu livro Cozinhas do mundo edição Grécia. Vai que rola, né? De onde vou que tu tirou um grego em salvador, me conta? Aqui na minha cidade, de grego mesmo, só alguns presentinhos de natal que devida e rapidamente “pegam o beco”… ehehheeh
    Lindo trabalho, inspirador.
    Lívia

    Curtir

  • Lilian BP disse:

    Você é incrível, mulher!

    Curtir

  • Luciene disse:

    ” Dificil agradar gregos e troianos !” Nunca entendi o sentido lato desta frase, mas depois de tantos anos na terra da bela Helena, posso afirmar que os gregos sao exigentissimos, mesmo ao degustarem uma simples fatia de pao… Katita, se Ileana e seus convidados se comoveram, foi porque vc conseguiu, atraves de seus pratos, que deixassem aflorar toda a Nostalgia que carregam do indescritivel azul do ceu,da brisa do mar e da beleza das terras gregas ! Espero que um dia vc venha sentir a magnitude deste pais e que em breve, descubra novos sabores de novas terras, pois sua perseveranca e alegria nao conhecem fronteiras. Beijo amigo de sua amiga distante, amante eterna da Terra Brasilis.

    Curtir

  • Gabriella Campos disse:

    Katita,
    Você é fantástica! Fico encantada com seus posts!!!
    Parabéns!

    Curtir

  • recabral disse:

    Além da vontade de estar lá, vendo, experimentando, sentindo tudo o q vc fez, deu uma vontade imensa de chorar! Sim, chorar! Pq tanto cuidado, carinho, apreço, são pequenas gentilezas q aquecem o q coração e nos fazem chorar de emoção! :´)

    Curtir

  • Roberta disse:

    é muito inspirador ler seu blog, katita. tudo fica lindo e não é vazio, ao contrário, é carregado de significados. mais uma vez, parabéns!

    esse livro é em português (pelo título, parece)? procurei para compra, mas não encontrei. fiquei super interessada!

    Curtir

  • Simone Marcelino disse:

    Querida,
    Eu tava precisando ler algo assim hoje,saber que realmente os encontros podem ser significativos e especiais só pelo que a pessoa é..iluminada!!Emocionei por aqui e salvou a minha sexta-feira 13.
    Bjs

    Curtir

  • Angelica disse:

    Katita que emoção em ler seu post tão esperado quando ao jantar de Ano Novo dos Deuses Gregos que vc preparou. Só de ler os nomes e as composições, minha boca encheu d’água menina. Eu não te disse que não tinha duvida que vc iria A-RRA-SAR? Parabéns gata…Vc merece todos os louros da vitória. Que os Deuses do Olímpo te abençõe durante todo este ano de 2012. Beijos

    Curtir

  • renata rodriguez disse:

    Katita, me emocionei com o post!
    A gente colhe o que planta, e você só planta coisas boas! Parabéns pelo sucesso e obrigada por compartilhá-lo com a gente!
    Que 2012 seja um ano maravilhoso pra você!! um grande abraço!!

    Curtir

  • Armando Grego disse:

    Kátia,
    Feliz ano novo e que sua inspiração continue a crescer e transformar momentos em sonhos…..parabéns….fiquei orgulhoso e muito feliz pelo seu sucesso. A Grécia a pátria do meu querido pai e sempre pode contar com ajuda para bem divulgá-la.
    Filiá,
    Armando

    Curtir

  • Silvia disse:

    Nunca , nem nos meus onhos mais coloridos, eu poderia imaginar um ser vivendo uma situação dessas. Parece tão surreal. Você é realmente muitoooooooooooo especial, Katita. Deus te abençoe eternamente.

    Curtir

  • Fabiana Maria disse:

    Ai, tô até emocionada.
    Você mora em nossos corações e a sua energia positiva e suas palavras fazem tudo isso voltar para você, querida Katia que nunca vi pessoalmente mas que adoro realmente.

    O sucesso é seu.

    =´)

    Vc merece!

    Bjos.

    Curtir

  • Katita disse:

    Karlinha, Eloisa, Vamary, Dri, Renata,as duas Izabel, Juliana, Tatiana, Dri, Mércia, Marcia Cristina, Pati, Helena, Chá, Jacqueline (bem-vinda), Mara (adorei nosso caso! ri à beça!), dá pra sentir daqui que a vibração de vocês é muito sincera e amorosa. Eu devolvo em dobro, recebam aí!!!!!!!
    Beijos com afeto muito,
    K.

    Curtir

  • Chá (Chayenne Michelly) disse:

    Ai,ai….você merece tudo isso e muito mais!Quem sabe quando eu estiver no Brasil eu não consigo te levar para Floripa ne?kkkkk Te desejo muito sucesso! Sempre. Acompanho você diariamente, mesmo quando não comento e se pode notar toda a sua evolução. PARABENS!!!!Beijos!

    Curtir

  • Jacqueline disse:

    assino embaixo de tudo o que disseram nos comentários! katita vc é realmente especial!raramente comento, mas te admiro muito!keep on rockin!feliz 2012!

    Curtir

  • Joy Cleave disse:

    Em tempo…

    Flor, essas travessas meio fundinhas que parecem flores, sao suas?

    Elas sao um escandalo e creio eu q nao vou sossegar ate comprar algo assim. E ai, como faz? ahahahaha

    Sua colecao de loucas deve ser uma piracao, viu? Eu amo essas coisas, ai ai…

    Curtir

  • Joy Cleave disse:

    Eh talento que nao acaba mais viu?

    Nao so em cozinhar e produzir eventos magicos, o que vc produz sao memorias! Essas pessoas NUNCA vao esquecer o que vc fez pra elas…

    E nos? Nos ficamos aqui com os olhos marejados, cheios de vontade de ter estado la, com aquele sentimento de “wow ainda bem que existe essa Katita danada e que ela continue dividindo conosco tudo isso!”

    Flor, voce arrasa. Nasceu pra brilhar 😉

    Obrigada por compartilhar tudo isso conosco. Sortudos somos nos 🙂

    Voce merece todo o sucesso do mundo!

    Beijao x

    Curtir

  • Helena disse:

    Katita,

    quero saber cozinhar assim. Espectacular!! Eu sinto o cheiro e o sabor da sua comida lendo apenas os seus textos e vendo suas fotos. Muitos parabéns!

    Beijos de Portugal

    Lena

    Curtir

  • Pati Sato disse:

    Caraca mulher! Vc é demais mesmo, hem, filhota! Espero que vc tenha dançado com os gregos e afins com um blushzinho nas suas linda bochechas, adorei, vc merece arrasar sempre!!!!
    beijos

    A Sato

    Curtir

  • Márcia Cristina da Silva Carvalho disse:

    Oi,
    li tudo isso e terminei com lágrimas nos olhos. Lágrimas de felicidades por você e por essa mágica linda que você faz com os ingredientes e com as pessoas. Parabéns!!!

    Curtir

  • Izabel disse:

    Obrigada a você, que também estou com lágrima nos olhos pelo relato emocionante e pela sua coragem contagiante. Parabéns! Deus lhe proteja sempre. Bjs. Izabel

    Curtir

  • Mara Miranda disse:

    katita, vc eh esplendida!
    Um bjo enorme dessa leitora q te segue a anos…. e a cada dia gosta ainda mais de vc!
    Como diz meu marido: vc eh o meu caso!!!kkkkk… Pois sempre q ele quer falar comigo eu respondo: Perai um pouquinho q to aqui c a Katita!

    Sucesso, minha querida!

    Curtir

  • Mércia Muniz disse:

    KATITA
    ,
    LENDO E SENTINDO O SEU RELATO, ME TRANSPORTEI PARA A GRÉCIA.
    SINTO-ME TRANSPARENTE COMO UM RAMO EM ABRIL, A COMPARTILHAR ESTA MESA FARTA DE COMIDA, AMIZADE, AMOR ACALANTO, RESPEITO E ACIMA DE TUDO DA SUA COMPETÊNCIA!!!
    PARABÉNS GAROTA! ESTAMOS TORCENDO POR VOCÊ.
    BEIJINHOS,
    MÉRCIA
    PS. QUERO MUITO A RECEITA DE TZATZIKI (coalhada com pepino e alho ).

    Curtir

  • Dri disse:

    Katia,

    acabo de ler seu texto e, te juro, estou com um nó na garganta…

    Curtir

  • Tatiana Tabosa disse:

    Katita,
    Você não imagina como fiquei feliz em ler essa sua história, que deu tudo certo e todos gostaram e coisa e tais, Também sei que não poderia ser diferente, pelo o que te acompanho a anos sei da sua competência, dedicação e amor com que vc sempre faz tudo. enfim………só queria te
    dizer uma coisa, continue assim que o divino se encarrega do resto.Parabéns!!! e sucesso sempre!!!
    com carinho,
    Tatiana

    Curtir

  • Juliana do Valle disse:

    Que coisa linda, que carinho e que sucesso.
    Você é um orgulho para nós aventureiras anônimas da cozinha! kkk
    Katita, acho que o futuro lhe reserva coisas maravilhosas. Seu sucesso é inevitável!

    Bjs

    Curtir

  • iSABEL disse:

    Katita, muito linda sua história, fiquei com olhos marejados, ao imaginar (ver) voce atenta as expressões dos convidados,. Voce é um ser realmente muito ligado ao Divino, e que sabe dar as Honras e as Glórias para Ele….

    Curtir

  • Renata disse:

    Katita, que história linda!!! Fiquei com água na boca e com um interesse enorme em aprender mais sobre a culinária grega.
    Você merece esse sucesso e muito mais!
    Beijos de uma leitora antiga e assídua. 😉
    Renata

    Curtir

  • DriPB disse:

    Quando a gente AMA o que faz, só pode dar nisso…
    Não sei quem disse isso, mas com certeza era um ser iluminado:
    “Ame o que faz e você não terá que trabalhar um único dia.”
    Que vontade de estar nessa festa!
    Sim, com certeza Deus costura tudo na vida da gente. É só colocar nas mãos Dele e fazer a nossa parte.

    P.S. Também tenho um livrinho de receitas que trouxe da Grécia, agora me animei de pôr em prática, tenho ouzo e tudo!

    Curtir

  • Vamary disse:

    Parabéns!
    Fiquei mais uma vez emocionada com o seu relato,vc é do BEM.Um grande abraço e muita luz

    Curtir

  • Eloisa Vidal Rosas disse:

    Katita, tem sido um prazer muito grande acompanhar a sua caminhada, a cada dia você me surpreende com novas ‘artes’ – nos dois sentidos!
    Parabéns, uma delícia estar por perto. Um beijo, Eloisa.

    Curtir

  • Karla Maria disse:

    Ka,
    fiquei emocionada com o seu relato e orgulhossísima da sua competência, dedicação, esmero e carinho com o seu trabalho.
    Me transportei pra essa noite linda e de certo que você receberá em dobro todo amor que coloca em tudo que faz.
    Beijo

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Greek Fiesta! no .

Meta

%d blogueiros gostam disto: