Engenhocas da mamãe

30 de setembro de 2011 § 25 Comentários

Mamãe pira o cabeção com utilidades do lar, digamos, inovadoras (na cabeça dela). Não pode ver um daqueles cabras fazendo demonstrações malabarísticas de cortadores de legumes mágicos no meio da rua, que já quer parar para ver. Alvo fácil de vendedores de toda natureza, sejam de corpo presente ou telemarketeiros, o fato é que ela sempre compra alguma coisinha, nem que seja “para ajudar o cidadão que podia estar roubando, né filha?”. Os vendedores ambulantes miram a mamãe em meio à multidão como se lessem em sua testa “sou fofinha e quero te ajudar!” e já começam a caminhar em sua direção, no que já me dá logo uma gastura. Parar com a mamãe no semáforo é um perigo! Ela quer abrir o vidro para dar moedinha para o flanelinha, comprar pano de prato, ajudar o palhacinho, contribuir com o congresso dos alunos de Geologia, um inferno! E ela não intui o perigo, acha todo mundo fofinho, sabe como? Se o cabra chegar com um canivete é capaz dela achar que é para descascar uma tangerina. Não, gente, mamãe é babado! Vocês não estão entendendo!

Sobre os mirabolantes utensílios do lar, todos fundamentais, já foi muito pior. Eu cresci no meio de um bando de tralha na cozinha escoradas por dentro dos armários pelas portas; quando a gente abria, caía tudo. Que ódio! E adivinha quem era eleita para brincar de arrumar os armários da cozinha, na parte dos tupperwares? Ó que divertido, quanta tampinha colorida! Dã! RRRRRRRRRRRRRRRRRRRR!

Quando eu vou na mamãe, faço questão de experimentar algumas geringonças (tem umas coisas até legais). Da última vez que eu fui, elegi duas: o extraordinário ralador de legumes já acoplado em recipiente, que é para que “ne que tu rala” já acondiciona, compreendeu? E a estupenda forminha com grelha, que é para evitar que o alimento (especialmente os fininhos, como foi o caso das minhas finíssimas fatias de abobrinha chips de forno) grudem e se percam no fundo das formas, mesmo untadas.

Mas eu poderia passar o dia fotografando as fabulosas geringonças da mamãe, porque é coisa, viu?

§ 25 Respostas para Engenhocas da mamãe

  • RôGratão disse:

    ô Katitaaaa… sua mãe deve ser muito do beeeem, né? 🙂
    Menina, ontem fui conhecer a Le Biscuit que abriu aqui em São Paulo (em Campinas, na verdade). Nem preciso dizer que voltei com mais um monte de geringonças né? rsssss
    Beijinhos e paciência com mamy no farol… rssss…

    Curtir

  • sonia disse:

    Sua mãe amiga,que é feliz,em poder fazer tudo o que vc citou.
    Ela nunca será assaltada em lugar nenhum,sabe porque?
    Só são assaltadas pessoas que são negativas,porque pessoas boas de coração não atraem pessoas infelizes para si.
    Sua mãe deve ser uma criatura maravilhosa,nada acontecerá para ela.
    Viajo para fazer compras em Minas há quinze anos consecutivos,vou eu e Deus no meu carrinho.Nunca furou um pneu na estrada,graças a Deus nunca ninguém mexeu comigo e nem me assaltou.Vou e volto tranquila para minha casa,onde meus filhos e meu marido me aguardam,chego feliz da vida..
    E assim como eu e sua mãezinha vamos levando a vida..ah!como eu gostaria de conhecê-la.
    Adorei o post..
    Bjs

    Curtir

  • Kate Luna disse:

    Vixe q eu não consigo esquecer de um post q vc citou ” mamãe é de morte”
    Ela é demaaaaaaaais mesmo, acho q ela só não ganha pra minha mãe, pq além de todos os vendedores ambulantes, a minha mãe se amarra em compras popularmente conhecidas como comprar “a prestação”. O cara chega na portinha da pessoa dela,oferece os produtos(um absurdo , bem mais caros q os de costume) dá um cartão com data de vencimento e valor da prestação a pagar, ela fica feliz da vida! kkkkkkkkkkkkk simplesmente pq ajudou o pobre rapaz vender alguma coisa….Katita, minha mãe também é de morte viu kkkkkkkk

    Curtir

  • cleide disse:

    KKK! MMinha mae é igualzinha Katita! E parece que deus protege essas fofinhas, porque mesmo vivendo assim a minha nunca foi assaltada. Tem a cozinha cheia de utilidades inuteis,é verdade mas vive tão contente de ajudar!

    Curtir

  • Verdica disse:

    Deus! Quase morri de tanto rir com este post!! “sou fofinha e quero ajudar” foi o ápice!! Fiquei morrendo de vontade de comer esses chips de abobrinha da foto!
    Obrigada pelo lindo comentário que vc deixou no verdica!
    Beijinhos!

    Curtir

    • Katita disse:

      Nathalia, meu bem, deixa eu te falar sobre esses chips… já tinha publicado eles versão frita há muito tempo lá no Rainhas do Lar, ó: http://www.rainhasdolar.com/index.php?itemid=1676#c
      Só que fritura, tu sabe né flor, melhor evitar, daí que já tem um bom tempo que eu faço no forno, mas é preciso ter cuidado porque à medida que elas vão desidratando elas grudam e a gente precisa ir soltando com o garfo. Dá mais trabalho, mas é mais saudável e igualmente delicioso.
      Beijim, fofolete!
      K.

      Curtir

  • Rosi Cardoso disse:

    …gente, eu tenho uma “utilidade” dessa dai( ralador acoplado kkk)! sera que vamos todas ficar igua nossas mamys mesmo???
    e tem mais, eu descobri que deixo um dedinho de leite no fervedor igual sua mãe katita rssssss vc é demais, um beijão!!

    Curtir

  • Patrícia M. disse:

    Katita, se tem texto seu que me mata de rir, é quando v. descreve sua mãe. Engraçado, que a minha guarda semelhanças com a sua, e a coisa não se restringe a apetrechos de cozinha, viu. E abrir o armário na casa dela muitas vezes é tomar um peteleco, pq. eu tenho certeza que ela faz de propósito, tipo armadilha, sabe, p/ cair na gente mesmo!

    Curtir

  • Debora Correa disse:

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk… A parte do palhacinho e dos estudantes do congresso de Geologia foi a melhor!!! Muito hilário o texto, Katita!

    Curtir

  • Jacqueline disse:

    minha mãe é fofa igual…não pode nem passar na frente da loja R$ 1,99 ou casa china da vida!artesanato tbém é vida!já vi de um tudo!
    beijos querida
    sempre que posso dou uma passada aqui no blog. vc alegra meu dia!:)

    Curtir

  • Taci disse:

    hahaha eu gostei do ralador acoplado! Mas essa coisa de cair potes, aqui em casa seeempre aocntece!

    Curtir

  • rosana nogueira disse:

    hahaha! mãe é td igual… e quando dana-se a comprar milhões de coisas no armarinho com projetos mirabolantes de fazer td que vê em revista de artezanato? sem jamais fazer necas de pitibiriba e só entulhando a casa de td que é badulaque? vcs ainda não viram da missa 1/3…

    Curtir

  • Marisa disse:

    Katita, flor!

    Fazia muito tempo que eu nãom comentava aqui, meu mês de setembro foi mau sapão, mau, sapão…

    Estou de volta! Adorei a sua mamy, mesmo porque um dia, minha irmã e eu deixamos de voltar de ônibus pra casa, pra comprar uma pantera cor de rosa de papel que dançava com o rádio do cidadão. AGORA PERGUNTA se quando chegou em casa a bicha fez alguma coisa?

    Beijos
    Marisa

    Curtir

  • LiLy disse:

    kkkkkkkkkkkkkk… Bom dia Katita amada!!!
    Tão bom começar o dia assim… rindo tanto que chega a doer a bochecha!

    Só vc mesmo pra descrever com tamanha precisão o que é ter uma mamy tão fofinha com todo mundo a ponto de deixar os filhos a beira de um ataque de nervos. Eu e maninha que diga, pois nossa mãe também é “babado”!!! rsrsrs…
    Adorei e já seu texto mandei pra maninha e mamy se identificarem e rirem a vontade!

    Porque rir ainda é o melhor rémedio!
    Beijinhos.

    Curtir

  • Fábio disse:

    Abobrinha crisp? Como é isso?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Engenhocas da mamãe no .

Meta

%d blogueiros gostam disto: