Sweet bruschetta

23 de junho de 2011 § 22 Comentários

O querido, fofo e tudo de bom casal de amigos Ludmila e Lula (e agora Marcel no quentinho da barriga da mamãe) me convidaram para almoçar no domingo uma lasanha absurda com massa feita em casa. Tinha várias coisinhas gostosas de roer de entradinha, tipo pasta de azeitona preta e mussarela bolinha temperada, mas quando vi o concassé de tomate temperadinho e saquei que eles sacariam de um pão quentinho do forno, formou. Formou porque tomatinho com manjericão, azeite de oliva mega bom e pão quentinho para mim é uma tríade de orgasmo gastronômico. Nada, nada pode ser mais apropriado e saboroso para se comer com vinho antes de uma massa. Não quis saber e nem tive olhos para mais nada; se vacilasse eu estenderia aquela entrada ao prato principal e iria embora feliz da vida, mas não poderia e nem seria louca de fazer a desfeita de não comer a massa de lasanha feita pelo casal especialmente para nós, felizes convidados (visualize a cena de comédia romântica dos dois na cozinha, cobertos de farinha, e mentalize a energia do amor que reinou absoluta na massa).

Mas o fato, meus amores, é que eu saí de lá certa de que precisava de mais bruschettas na minha vida, e como já pretendia fazer uma massinha de camarão para o meu amigo Nanã, desde que ele voltou para casa, mesmo antes de marcar com ele, já era certo que eu faria bruschettas de tomate, ô se era.

Comprei o melhor pão italiano que pude, mas não cortei as fatias muito grossas, como normalmente se serve nos restaurantes, porque assim empazina rápido e eu precisava de muito tomate no meu organismo! Rega-se com azeite de oliva e doura-se no forno. Enquanto isso, o tomate: resolvi que não faria concassé (cubinhos da polpa do tomate, sem pele e sem semente) porque dá trabalho e eu ando numa preguiça que só! Daí fui de tomatinho sweet, que é o próprio poder e glória terrenos; sem falar que é só partir em quatro e você terá o supra-sumo do tomate no tamanho ideal para coroar sua rica bruschetta.

É temperar o tomate com sal e azeite de oliva EXTRAvirgemmelhordetodos e juntar um punhado de folhas de manjericão enormes, frescas e lindas. O tomate vai soltar água na medida certa para formar o molhinho ideal com o azeite.

Agora pega o pão quentinho e cobre com uma bela colherada destes tomates, e vai vendo.

A vida às vezes toma um rumo meio avesso ao que a gente realmente ama… tipo… receber os melhores amigos no tapete da sala é uma coisa que eu nunca mais tinha feito. Das melhores coisas da vida.

Que nunca me falte vinho, tapete, bruschettas e amigos, não necessariamente nesta ordem, óbvio!

§ 22 Respostas para Sweet bruschetta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Sweet bruschetta no Pitéu.

Meta

%d blogueiros gostam disto: