Cadeira de palhinha!

10 de março de 2011 § 24 Comentários

Eu sou a feliz proprietária de uma cadeira de palhinha anos 50, gentileza da amiga Bárbara Suzarte, envolvida no processo de venda do mobiliário de sua família, que reservou-me essa lindeza. Quanta responsabilidade me cabe de agora por diante! =O

Vejam que peça distinta! Madeira nobre, o luxo absoluto da palhinha e as curvas das pernas dianteiras. E como fica perfeita num contexto contemporâneo, não? Direto do túnel do tempo para algum lugar da minha sala berinjela.

Se amar ter objetos lindos (de preferência com alguma bagagem histórica) ao redor é ser materialista, eu sou. E muito.

§ 24 Respostas para Cadeira de palhinha!

  • manoela disse:

    Sério!

    Me junta pq. morri de inveja da sua cadeira liiiiiiiiiinda!! ;o)
    Adorei a estampa, ficou um looosho!
    bjs

    Curtir

  • luiza fernandes disse:

    Nossa, que felicidade

    Parabéns de novo.

    Curtir

  • manoela disse:

    Katita!
    Então, as modernas estão os dois olhos da cara! Estes dias quase uma síncope quando perguntei timidamente o preço de uma cadeira medalhão… R$1.200,00 cada! Já achei umas no mercado livre e estou tentando me animar a correr o risco…
    Minha mãe tem quatro em casa, que formam uma linda mesa de jantar, mas só as terei de herança… :o(
    Mas esta tua no quarto deve estar um escândalo hein! Manda fotinho pra me matar de inveja? ;o)
    Confesso que tbm sou louquinha da silva por cadeiras. Ó céus!!!

    Curtir

  • Margarida Lima disse:

    É interessante como este móvel me faz voltar à infância, pois em minha casa as cadeiras da sala de jantar eram muito parecidas com esta e se considerava isto muito chique… curta-a, pois essas relíquias são eternizadas através do nosso carinho… que saudades… não é nostalgia, as lembranças é que são boas.

    Curtir

  • Carol disse:

    Não acho que é ser materialista!!! Ficar cercado de coisas que nos remetem a infância, uma vida, sei lá, minha mãe trocou a cama linda que ela tinha, por uma box novinha, legal, troquei a minha box já nem tão nova assim pela dela de madeira maciça, vinda do Sul, móveis que não existem aqui no Rio, ela é toda de encaixe uma coisa de doido, dei uma modernizada no quarto e coloquei a cama lá linda e bela de madeira escura,quebra o branco do meu quarto e até minha mãe a achou linda de novo! E olha que teve gente que quiz comprar e pagar bem, mas eu preferi ela aqui bem pertinho de mim!!

    Curtir

  • luiza fernandes disse:

    Katita?

    E o seu livro que estava concorrendo lá na França?

    Já tem resultado?

    Curtir

  • Claudia_SE disse:

    Hummm…não via a hora de chegar de viagem e ver as novidades… 🙂
    Que cadeira liiiinda. Parece as da minha sala de jantar que a sogra ganhou quando casou e acabou me dando (deve ter lá seus 50 e tantos anos) junto com umas taças looshoooooo (que por sinal se quebraram duas nesse carnaval com a minha presepada de viajar com elas). Também piro nesses romantismos, imagino os casais que namoraram apenas olhando um para o outro sentadinhos nelas, mãozinha dada e olhe lá…rsrsrs. Eu fico bem imaginando o seu apê pelos pedacinhos que nos mostra…um apê antigo,grande, com varanda, também cheio de história – o que não falta aí em SSA. Morei em um parecido alí na Lord Cochrane, um edifício de mesmo nome, perto do Edf. Módulo. Com seu toque de Midas deve ser um lugar super delicioso de se morar.
    Me diz meu bem, o que posso fazer pra te ajudar na sua estadia aqui? Quando chega? Te pego no aeroporto? Vamos direto pra uma farrinha? Aceita hospedagem na minha humilde residência? Estou à sua disposição…se precisar dou uma fugidinha do trampo…Ah, isso VAI ser lindo!!!!
    Beijos com muito carinho.

    Curtir

    • Katita disse:

      Claudinha, flor, muitíssimo obrigada por toda a sua disponibilidade!
      Bom, eu tô indo a trabalho, muito trabalho! E o tempo vai ser bem curto, mas não tão curto que me impeça de dar um beijo nas leitoras gostosíssimas que eu tenho aí. Pedi que a Livia agitasse um happy hour na terça. Ela ficou de articular as meninas.
      Eu vou de carro, flor, e já fiz reserva numa pousada em Atalaia, onde só apareço para dormir. Obrigada de novo.
      De você eu só quero dengo.
      =)
      Beijo enorme,
      K.

      Curtir

  • Nando Reis (Nanã) disse:

    Sua cara! Mais uma peça para o acervo que já tá é ficando grande. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk..

    Curtir

  • manoela disse:

    Katita!
    COm certeza, mais uma afinidade em comum!! Amooooo misturar peças vintage, com modernidades. Deixam a casa com mais personalidade né? E por falar nisto, sabes onde enocntro cadeiras estilo medalhão? Estou FISSURADA nelas, mas não acho de jeito nenhum, pq. quero vintage. Bem capaz de comprar cadeiras neste estilo novinhas em folha, neeeeeeem pensar…. ihihihihihihi
    bjks

    Curtir

    • Katita disse:

      Manoela, flor, vamos combinar que existem cadeiras do tipo medalhão novas lindas de morrer nas lojas escândalodo ramo, né? Mas eu também prefiro autênticas, ainda que seja necessário reformá-las, até porque, mesmo a despeito de sua idade, se estiver em boas condições, tende a durar mais do que as novas.
      Aqui na Bahia encontramos em lojas de antiguidade (por pequenas fortunas), em algumas esquinas sendo consertadas por biscates, às vezes me chegam e-mails de pessoas que sabem que eu gosto e me indicam oportunidades, e no interior, é muito fácil encontrar fazendo um bom trabalho de pesquisa em movelarias ou mesmo com pessoas mais velhas que sabem onde as cobras dormem!
      Beijo de boa sorte.
      K.
      P.S.: A propósito, eu tenho uma medalhão com braços no meu quarto, que foi da avó de Lu, pai de Bento. Só estofei com um tecido provençal. Sou doida por cadeira, colega, DOIDA!

      Curtir

  • Então já ví que faço parte do clube dos materialistas. Tenho uma cadeira de palhinha que ganhei da minha avó, há não sei quantos anos e acho ela “A MAIS LINDA DE TODAS”! Está lá no meu espaço, pintada agora de verde mas esperando por uma renovada.
    bj bj bj

    Curtir

  • Katita essa cadeira me lembrou a casa de minha avó paterna!!!
    Ela tinha o jogo completo, mais eram arredondadas!!!
    Muita comilança rolou naquela mesa com essas cadeiras!!!
    Beijokas Estaladas!!
    JUJU

    Curtir

  • Maria Júlia disse:

    Então somos duas! Amooo peças antigas, se forem de família então, mais ainda! Acho que guardar peças que por anos fizeram parte do dia a dia dos seus familiares , e inseri-las na decoração da sua casa, além do aconchego que estes objetos lhe trarão (pelas lembranças que hão de trazer), ajudam a contar a sua história, de onde vc veio. Aqui em casa faço questão de ter peças que foram das minhas avós, da minha mãe, fotos dos meus avós, dos avós do marido. E posso dizer, olhar ao redor e me ver no meio de todas estas recordações me fazem um bem danado!
    Bjoooo querida, linda, linda, linda esta sua cadeira!

    Curtir

  • Simone Bello disse:

    Katita,
    Eu idem,adoro um objeto com histórico(tantas emoções),fico imaginando tudo que aquela peça já testemunhou..é doida de pedra!rsrsr
    Bjs

    Curtir

  • Joy_UK disse:

    wow, realmente ela eh linda!!!

    Olha eu sou tao apaixonada por piso de taco…Acho um LUXO so!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Cadeira de palhinha! no .

Meta

%d blogueiros gostam disto: