Papardelle ao sugo com crocante de bacon

24 de fevereiro de 2011 § 23 Comentários

Papardelle é um tipo de massa longa e larga, talvez a mais larga de todas, com pelo menos 1 dedo de largura, como você pode ver na foto 1. Eu resistia muito a comprar papardelle porque ele me parecia muito pesado, justamente por ser uma massa larga mas não, já que a largura é compensada pela espessura, bem fina.

Essa é da série rapidinhasparadiascaóticos! Mesmo assim deu para aromatizar a água da cocção da massa com o último bouquet-garni (buquezinho de ervas) do saquinho luxo que a Silvia mandou de Paris, desculpa. Quando ferve a gente retira o buquê e por isso as ervas são arranjadas em buquês, para facilitar a sua retirada sem que as ervas se misturem à massa já que não queremos elas presentes no prato final, mas apenas o seu aroma impregnado na massa. É cozinhar a massa, atenta para escorrê-la al dente, porque este detalhe pode ser fatal, afinal, massa mole não rola, concorda? E outra: eu dou choque térmico sim, para parar tudo, senão, você sabe, o calor ali contido continua cozinhando a massa e você corre o risco de, mesmo tendo retirado do fogo al dente, ter uma massa mais cozida do que o planejado. Depois do choque térmico, deixo escorrer um pouco e hidrato com azeite de oliva para ficar soltinha e brilhante.

O molho! Reduzi cubinhos de bacon numa panela, retirei os torresminhos, dispensei a gordura do bacon, coloquei um pouquinho de azeite de oliva e somei 4 tomates em cubinhos e 1 cebola branca pequena picadinha; deixei refogar, quando estavam macios, incorporei um pouco de molho de tomate pronto, caldo de legumes caseiro sem sal, folhas de manjericão, e deixei cozinhar, reduzir, acertei o sal e o açúcar (uma boa pitada para equilibrar a acidez do tomate) e foi. Nenhum molho 100% caseiro, não deu para retirar a pele dos tomates, pois não houve tempo, mas um belo molho de tomates, sim senhora.

O croncantinho de bacon a gente polvilha depois de montado o prato, porque ele fica besta se a gente incorpora ao molho, fica emborrachadinho, sabe como? Daí ele entra para arrematar a paradinha junto com o parmesão ralado na hora e a pimenta do reino moída na hora, sempre.

Rapidinha é importante. =)

§ 23 Respostas para Papardelle ao sugo com crocante de bacon

  • Paula - FL disse:

    Problema resolvido,estou refazendo. mas ainda nao sei o que tava errado. muito obrigada pela atencao. Tks

    Curtir

  • Paula - FL disse:

    Aproveitando… rola uma pergunta tecnica? Voce que tem experiencia. Coloquei seu blog na minha lista de blog, mas nao aparece! Sera porque vc usa o wordpress e eu uso o blogger?
    Tks!

    Curtir

  • Paula - FL disse:

    Lindo.
    Mas agora vou ter que fazer massa para o jantar, que estou babando. rs.
    Oh flor, adorei essa ideia do bouquet garni na agua da massa. Coisa fina.
    Quanto ao cozimento da massa, posso dar uma dica? Eu tbm fazia como voce, dava um choque termico, mas ouvi muitos chefes falarem que isso e ‘pecado mortal’ entao resolvi seguir a orientacao deles. Hoje eu cozinho a massa e escorro ela quando esta um al dente ainda bem duro para meu gosto, pois sei que ela vai terminar de cozinhar com o calor ou no molho. Qual a diferenca??? Bom, a massa nao perde o ‘starch’ (os residuos de farinha?) e quando misturada a massa, ajuda a incorporar tudo. E nao tambem nao rola aquela ‘piscina’ de agua no fundo da panela ou do prato!

    Ai, como eu falo neh. Enfim, fui bem intrometida aqui, nem precisa aceitar meu comentario. Prometo que nao vou ficar chateada, so queria repassar uma dica!

    Beijos
    Paula.

    Curtir

    • Katita disse:

      Paula, não existe a menor possibilidade de limar um comentário de alguém que está acrescentado a sua experiência nesta cozinha, flor, pode ter certeza.
      Eu já fiz a minha escolha na prática. Para mim é melhor dar choque térmico, mas é bacana termos aqui outras possibilidades, porque quem lê escolhe, experimenta os dois e tira as suas próprias conclusões.
      Eu aprendi MUITO nos comentários dos meus blogs, neguinha, e me tornei não só uma cozinheira melhor, como também, e principalmente, uma pessoa melhor.
      Só não vale baixaria, que não tem nada a ver com você. =)
      Obrigada pela sua colaboração delicada!
      Beijo carinhoso,
      K.

      Curtir

  • Karla Maria disse:

    Ká do céu,
    acabei de imprimir porque já tô vendo o panelão pra curar a ressaca do povo no carnaval. Delícia!!
    Bj

    Curtir

  • Omeletegirl disse:

    uhmm!! que delicia!!

    Katita, eu faço meu bouquet garni dentro dauqele ovinho todo furadinha que serve em principio pra fazer cha!! Assim nada fica nadando, tb, na agua do macarrão nem mesmo o louro na carne!
    beijocas, te sigo ha um tempão e amo muito

    Curtir

  • Manu disse:

    Falou tudo!!! Parece pesado, mas a massa dele é mais leve que a de um spaghetti, por exemplo!
    E Katita, NHAAAMMM pra esse bacon, hein??
    BACON É PODER! =))

    Curtir

  • Claudia_SE disse:

    Recém chegada dos supermercados…meia noite…tomei um calman pq os dias tem sido bem malvados…aí venho relaxar…escuto minha amiga dizer: Rapidinha é importante!
    Eu pobre mortal morta, só posso afirmar: Ô se é!!!!!!!!!!!
    #beijomesalva

    Curtir

  • Nanda( a da ladeira da Barra) disse:

    Esqueci o link!
    http://www.pitadinha.com/

    Curtir

  • Nanda( a da ladeira da Barra) disse:

    E esse é o da jú, uma fofa que eu vou conhecer quando voltar para Recife e que adora você! Eu comentei do blog dela com você ontem: são receitas, em regra, simples, mas ela é bem criativa, escreve com charme e fala do dia a dia dela, o que faz dar vontade de acompanhar o blog.
    beixo.

    Curtir

  • Nanda( a da ladeira da Barra) disse:

    Ká,
    Com uma tacinha de vinho resfriado(porque eu não sou obrigada), huuuuuuuuuummmmmmmm…
    Não tá rolando essa história de preservar o organismo do álcool essa semana, velho. Tá Flórida. É o carnaval chegando, meu povo. Porque até quem não gosta sente o crima…!
    Vou mandar links aos poucos, de presente. Gosto, por exemplo, dessehttp://bleubirdvintage.typepad.com/blog/, que é tipo o diário fotográfico de uma família tarada por vintage. Mae, pai e guris, todos tem uma jeitão antigo (e, ironia, para os tempos de hoje mega modernos!) e as vezes rola umas fotos bem bacanas.
    beijucas.

    Curtir

  • Tata disse:

    sou looouca com massa!!!
    “rapidinha é importante” – rá! hahaha

    então, baby… suas respostas aos comentários não ficam embaixo deles, na sequência. às vezes ficam imediatamente acima do coment., às vezes beeem acima, com comentários alheios no meio. e como é que a gente lê as fofocas assim, meu povo?! hehe

    bjo

    Curtir

  • Grace disse:

    Huuum, tá lindo o prato, mas olha só… quem vai me contar afinal, que diabos eu tenho que amarrar pra ter um bouquet-garni?? rsrs

    Curtir

    • Katita disse:

      Todas as ervas que você tiver, Grace, tanto secas como frescas: manjericão, louro, salsa, tomilho, sálvia, hortelã,o que der na telha. Tudo amarradinho junto com um barbante ou num saquinho de gaze!
      =)
      Beijo,
      K.

      Curtir

  • Pérola disse:

    Ai Katita! Posso falar? Tô aqui me coçando!!!
    Tô amando de montão teu espaço, teus posts, tu-di-nho!
    Mas, mulher do céu, vc tem uma alma colorida, divertida. Bota cor aqui nessa cozinha, vai?!
    Desculpe se eu estiver sendo intrometida demais, tá?!
    Beijo no coração!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Papardelle ao sugo com crocante de bacon no .

Meta

%d blogueiros gostam disto: