Escondidinho de charque com aipim e queijo coalho ou O que é importante, afinal?

19 de fevereiro de 2011 § 56 Comentários

Primeiro eu pensei assim: “Preciso escolher uma receita escândalo para abrir os trabalhos na minha cozinha nova”. E já tinha até selecionado um piteuzinho grego extraído de um livro que uma querida mandou da Grécia (mas essa receita e essa estória chegam na sequência). Mas para isso eu teria que ir até a Perini comprar a massa, o espinafre e o queijo feta. Mas acontece que eu tô com uma gripe do cão, isolada em casa, e sozinha neste fim de semana, sem vontade alguma de por os pés fora de casa até ficar joinha de novo (joinha é ótimo, né?). Bom, e no entanto estou comendo; comida para um é bem verdade, mas comida honesta e quentinha. Daí um rosário em minhas mãos, uma coisa foi puxando outra e veja bem onde parei.

Parei no seguinte questionamento: Mas por que diabos eu vou sair de casa para comprar ingredientes para fazer um prato especial para a minha primeira receita postada? Isso aqui não é um blog? Um blog não é um diário digital? O registro de um dia após o outro? Um dia de mesa glam, seguido de um dia de mesa xoxa, seguido de um dia de comida rápida, comida solitária, comida de festa, comida improvisada, comida exótica, comida experimental, comida alheia, e assim por diante? Então, por que que eu vou criar uma nova realidade se fiz um delicioso escondidinho com o que eu tinha na geladeira para alimentar apenas a mim mesma hoje? Tentei me absolver com a primeira resposta à minha indagação: “É porque você adora uma festa, Katita! E quer celebrar recebendo os amigos na casa nova com um prato especial”. Torci o canto da boca e retruquei para o meu ego: “Tá, não deixa de ser um motivo nobre, vai, mas não, este não é o ponto.”

O ponto é: não quero cozinhar apenas para impressionar, pois impressionar é importante, mas prefiro que seja uma consequência do meu zelo e amor pelo que faço. Não quero a obrigação de alimentar os meus queridos leitores diariamente com receitas incríveis, inovadoras e inéditas, embora a gente faça o que pode, e é lógico que eu vou caprichar na papa, mas porque eu gosto de cozinhar e comer e fazer um dengo aos meus queridos com a minha comida boa. Mas o movimento é contrário e eu não posso esquecer disso, porque é muito fácil entrar na roda de viver em função da opinião e aprovação alheia e me perder de mim mesma, o que não pode, Deus é mais!

Então é isso, a minha primeira receita é um escondidinho, novidade nenhuma para ninguém, principalmente antigas leitoras, mas é a minha verdade de hoje; e como estou começando do zero e não tem escondidinho nenhum no meu arquivo ainda (e nenhuma outra receita), vamos brincar de fazer de conta que ninguém sabe fazer escondidinho aqui, okaaaaaaaaaaay? =/

Bom, de todos os purês PARA ESCONDIDINHO, o que eu acho que funciona melhor é o de aipim (ou mandioca), por causa daquela liga que a mandioca tem e que proporciona uma textura que gruda na camada de carne, sabe como? Se tiver queijo na receita então, tanto melhor.

Eu cozinhei dois pedaços de aipim, mas só usei metade para o purê, e guardei o resto para uma sopa. Aipim bom é aipim novinho, coisa que você percebe pela cor branquinha, corte fácil e casca que sai tranquila. Descasquei o aipim, cortei em pedaços e deixei cozinhar em água e sal até a água quase secar e o aipim espatifar de tão cozido e macio. Nessa hora, retire aquele filete grosso que fica no miolo do aipim, que a gente não precisa dele para sermos felizes! Juntei leite (o Batavo é o único leite industrializado que tem sabor de leite, na minha opinião) e amassei o aipim com o mixer até ficar lisinho lisinho. Eu queria deixar bem claro que a essa altura o purê já está incrível em sabor e textura; imagine com a adição de uma bela colher de manteiga, que vem na sequência! Misturei bem, somei um pouco mais de leite, afinal, o prato iria ao forno e desidrataria um pouco. Bem, purê escândalo pronto, hora de tratar do resto: carne, queijo, temperinhos. A charque já estava dessalgada e eu cozinhei apenas em água até ficar em ponto de corte; cortei em pedacinhos, mas se ela tivesse sido cozida na pressão, ficaria mais mole, e eu a desfiaria. Levei à frigideira de teflon com cebola roxa picadinha para dar uma fritadinha básica, somei um belo punhado de coentro, que eu lavei, sequei em papel toalha e piquei com a ajuda da mezza luna, que é uma boa companheira – anota aí (mas escolha a sua erva fresca), e um bocadinho de pimenta calabresa para dar uma esquentada na coisa, porque eu não sou obrigada, vocês sabem. Ah! Cortei um pedaço de queijo coalho em cubos também, que entra agora na montagem: ramequim, refratário ou qualquer coisa que o valha e vá ao forno untada com azeite + camada de purê + carne + cubos de coalho (não exagera para não ficar muito gorduroso?) + outra camada de purê + mais uns cubinhos de coalho enfiadinhos no purê + superfície untada com azeite de oliva e forno médio pré-aquecido até “doirar”.

Com este modelo, é possível criar uma infinidade de escondidinhos diferentes à base de purês de banana, jerimum (abóbora), batata, mandioquinha (batata baroa), batata doce, inhame, cenoura e tudo que pode virar purê. Para o recheio, frango, linguiça, vegetais salteados, camarões e frutos do mar, embutidos e carnes de toda sorte.

MAS no meu tempo escondidinho não ia ao forno gratinar com queijo não. Era uma camada da carne no fundo, coberta com purê quente e só. Isso são invencionices da modenidade. Para o bem, desta vez, porque gratinado é óóóóóóóóótemo!

§ 56 Respostas para Escondidinho de charque com aipim e queijo coalho ou O que é importante, afinal?

  • Paty disse:

    Mas é óóótimo qdo tem receitinhas assim por aqui… q não sejam ‘incríveis, inovadoras e inéditas’… principalmente, pq eu nunca fiz nem um escondidinho, só sei ‘na teoria’, e olha lá… kkkk…

    por isso q o pitéu é completo… pq alem das receitas complexas para as mais experientes, tem as do dia a dia, tem as diquinhas, q são suuuper válidas, tem os devaneios… e por aí vai…

    🙂

    Curtir

  • ISABEL disse:

    Katita, que receita maravilhosa, não poderia ser melhor…..A saudade já passou, porque sabemos que aqui vai ter muito mais…. Amo sua cozinha, sempre foi minha predileta. Bjs. Isabel

    Curtir

  • Roberta Lito disse:

    Nossa, que receita é esta?!
    É de comer rezando…

    Bjs
    Roberta Lito
    http://www.chocolitos.com.br

    Curtir

  • raquel disse:

    Pena que charque e queijo coalho não é fácil encontrar em Portugal!!!!

    Curtir

  • Joy_UK disse:

    Olha eu aqui tb, cheguei! 🙂

    Minha flor, ja te disse mas vou repetir:
    Que tua nova casinha te traga ainda mais felicidade e sucesso. Eu sei que vai pq a gente planta o que colhe e vc so semeia amor, carinho e gostosuras que acalentam o corpo e a alma daqueles que te acompanham e que te rodeiam.

    Vc nao podia ter comecado melhor: escondidinho eh tudo de bom!

    Tamo junto viu? Sempre.

    Um beijo enorme, cheio de mta luz e boas energias! Viva!!!

    Joy x

    Curtir

  • Jane disse:

    ah, respondendo a pergunta inicial…
    o importante é ser feliz, está feliz e fazer o máximo de pessoas felizes. É para isso que estamos nesse mundo aparentemente tão grande.

    Curtir

  • Jane disse:

    TOC TOC TOC
    Oi comadre! to passando para visitar vc e sua casa nova. Ficou linda a decoração, que ela te faça tão feliz quanto a casa antiga.
    Mesmo não tendo sido “sufocada de beijos” AINDA (pq um dia vc ainda vem ao Rio, ou eu chego por aí) já aprendi o caminho. A parte boa é que está muito pertinho do coração.
    Felicidades e beijocas!

    Curtir

  • Lorena disse:

    Oi Katita!!!
    Adorei a receita…deu água na boca…
    Só que minha receita não vai ser com AIPIM nem MANDIOCA…é que sou de Manaus e lá chamamos de MACAXEIRA…rsrsrs
    Mas vai ficar gostoso do mesmo jeito…tenho certeza!
    Muito obrigada pelas receitas maravilhosas que fazem nossa vida ficar mais saborosa.
    Beijos mil e boa sorte na nova casa!

    Curtir

  • Izabel Ataide disse:

    Katita, mesmo com uma gripe do cão vc ainda conseguiu fazer um escondidinho ÓÓÓTEMO desses?!?
    Tu é o “must” mesmo!!! kkkk
    Melhoras e boas vibrações no blog novo! Já salvei nos meu favoritos!!!
    Beijão!!!

    Curtir

  • Pati Sato disse:

    kkkkkkkkkkkkkk, kkkkkkkkkkkkkkkkk, kkkkkkkkkkkkk Valtércio?? kkkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkk Estou rindo de doer a barriga há pelo menos cinco minutos….. Sabe que a empregada dele nunca acerta o nome dele, né, eu posso falar mil vez o certo e ela só chama Dr. Laerte, e o pior é que ele responde kkkkkkkkkk agora esse aí que vc falou… É demais, acho que vou encorporar kkkkk, ele acabou de chegar e perguntar o motido de tanta risada, eu mostrei o comentário de resposta e ele só levantou franziou a testa e falou: é cada uma!!! kkkk daquele jeito típico dele kkkkkkkkkkkkkkkk

    Então, no domingo gata o lanchinho/jantarzinho é algo mais encorpado, do you know what I mean?? kkkk
    Adorei o Waltércio, com diablio fica ainda mais chique kkkk
    beijos e bom domingo e rest in peace!

    Curtir

    • Katita disse:

      Pati, sua lôka, falou falou e não disse o nome certo do cabra. É Laércio, né? KAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKA!
      Precisava mostrar pra ele, bicha? Foi mal, odeio errar nome!Pede esculpar pra ele, faz favor?
      =)
      Beijo,
      K.

      Curtir

  • Tina Maria disse:

    “E o que é importante afinal?”
    O afeto.
    Seja para escrever, seja para ler, seja para preparar, seja para cozinhar, seja para se paparicar, seja para receber, seja para viver.
    Beijo, carinho e afeto.

    Curtir

  • Fábio disse:

    Olá Katita, uma pena o rainhas ter terminado, vai fazer muita falta. Se possível for falar alguma coisa do porque terminar tão repentinamente, já que tudo parecia ir tão bem, gostaria de ouvir, mas isso só se vc estiver a vontade para falar.
    De qualquer modo vou estar aqui te acompanhando neste site, pq suas receitas já fazem parte da minha vida.
    Abraços e beijos e boa sorte na nova vida.

    Curtir

    • Katita disse:

      Fábio, querido, adoro homem na cozinha!
      O que tínhamos para dizer está lá no RL, não há mais nada além daquilo.
      O momento aqui é de festa, renovação e presente.
      Topa seguir por este caminho?
      Ótimo, foi o que eu imaginei.
      =)
      Beijo,
      K.

      Curtir

  • Laura Jane (brasília) disse:

    Katita,
    Estou impressionada em como aquele espaço na web fazia parte da minha vida, estou com o sentimento de um livro muito, muito bom que estava lendo e de repente acabou… Uma antecipada saudade dos personagens, das aventuras, do cheiro das receitas. Para tudo!!! Uma das heroínas não é só uma personagem, eu já peguei nela, já dei um cheiro, já apertei…ufa que alívio… ops, outra boa notícia…ela está começando um “livro” novo…com certeza, como boas novas histórias, receitas e sabores maravilhosos!!!
    Deus te abençoe nestes novos caminhos, que Ele realize os seus sonhos e te dê muita paz…
    Bjos e abraços apertados…

    Curtir

    • Katita disse:

      Queridíssima Laura Jane, de sorrisão ENORME! Adorei a transição do saudosismo para o insight do lado bom. Eu também sou bem rápida para enxergar o lado bom. Que bom. =)
      Beijo enorme, as minhas candanguinhas queridas estão chegando! Já vi a Simone aqui embaixo também. Ô delícia!
      =)
      K.

      Curtir

  • Simone Doscher disse:

    Querida!!! Muita saudade daquele abraço apertado e quentinho que só você sabe dar… Sua cozinha está linda e seu blog será um sucesso como tudo o que vc faz!! Bjs e muita, muita alegria para vc!! Simone(daqui do Cerrado)

    Curtir

    • Katita disse:

      Simone, e eu lá vou esquecer de você? Chiquérrima, altérrima, magérrima, com aquele bocão escândalo, e aqueles olhos brilhantes e atentos? Tá bôua?
      =)
      Ai, minhas candanguinhas do coração! Que saudade!
      Beijo enorme, Simone!
      K.

      Curtir

  • Luana M. disse:

    Acabei de acordar, e fiquei interessada em saber o que leva alguém a encerrar um blog fantástico, com um público maravilhoso e, inacreditavelmente, com 5 anos de existência. Sim, entendi que a coisa parece ter saturado, ao menos na questão da disponibilidade de tempo. Mas falando na questão financeira, anunciantes não poderiam financiar o tempo empregado no blog?

    Fiquei triste, de verdade. Principalmente porque ali tem muitas receitas que preciso, meu marido está em casa se recuperando de uma reconstrução facial e acho que não terei tempo suficiente para salvar as receitas. 30 dias é um tempo muito curto para um arquivo gigante como o de vocês, ainda mais quando a leitora aqui está sem tempo nos próximos 30 dias.

    Sentirei saudades dos diálogos, receitas e do colorido que só o Rainhas do Lar tinha.

    Desejo boa sorte na nova casinha, Deus abençoe muito!!!!

    Um beijo, Katita!

    Curtir

  • Vanda Aparecida Vrech Leite disse:

    Sabe que ontem antes de ter lido o texto final do Rainhas eu tinha lido uma frase do Mário Quintana que dizia ..
    “O pior dos nossos problemas é que ninguém tem nada a ver com isso”.
    Exatamente, por eu não ter nada com isso,é que eu torço por vocês onde quer que estejam.
    Amei sua nova casa,ela tem luz, ela tem cheiro de flor, ela tem um brilho especial que vem dos seus olhos. Seja ainda mais feliz aqui, Deus abençõe você e sua nova cozinha..
    Beijos.
    Vanda
    Beijos

    Curtir

  • Pérola disse:

    Ei mulher linda! Cheguei na tua cozinha e adorei!!!
    Muito sucesso, muito papo bom, muitos brindes e receitinhas deliciosas. Te gosto muito e virei para essa cozinhafetiva muitas e muitas vezes!!!
    Beijo estalado na bochecha!!!
    Ps. Tu vai diretinho pro meu blogroll! =)

    Curtir

  • Roberta disse:

    Katita,
    Ainda estou me sentindo perdida com o fim do rainhas, acompanhei o blog por quatro anos quietinha. Estarei presente na sua nova cozinha da mesma forma…
    Boa sorte nesta sua nova empreitada!!!!

    Curtir

  • Denise disse:

    katita, estou feliz com sua casa nova, adorei a nova receita…..e ja sinto sua nova casa como minha parada imperdivel e obrigatoria! Boa sorte!

    Curtir

  • Paula Yuri disse:

    Katita minha flor,

    Que receitinha mais gostosa de viver!!! Pronto agora tô c/ as minhas lombrigas atiçadas, não vou sossegar enquanto não comer uma mandioca:P

    Pode ter certeza que te visitarei todos os dias, e concordo contigo sobre o lance de se dar o direito de cozinhar coisas simples, mais glamourosas e festinhas.

    Curtir

  • Que pena que vc não está mais no rainhas do lar,eu gostava muito do blog,mas tudo na vida tem um começo e fim.Mas também vou gostar desse aqui e vc começou com o pé direito com esse escondidinho,adoro!Sucesso!Beijos.

    Curtir

  • cecilia disse:

    Katita de Deus, fiquei quase sem fôlego ao ler o post final do Rainhas..snif..snif…pôxa..tira ele do ar não, vai? Claro que aqui já é lugar certo…bem…enfim…misto de saudosismo com alegria de saber que posso te encontrar por aqui. Que bom! Adorei seu cantinho novo também!!!!Beijo, Ciça

    Curtir

  • Ana Bulhões disse:

    Katita, querida,

    Vim ontem e hoje na tua casa nova. Tudo muito lindo por aqui, mas acima de tudo é o teu astral que contagia a gente. Que você seja muito feliz aqui e nos faça feliz (por tabela, né?) com as tuas comidas gostosas e essa conversa mais gostosa ainda.

    Estarei por aqui sempre, porque você já faz parte do meu dia-a-dia.

    =)

    beijo mineiro procê,

    Curtir

  • Lilian disse:

    Querida, não estou conseguindo assinar o feed, dê uma olhadinha, tá?
    Bjão

    Curtir

    • Katita disse:

      Lilian e meninas que estão brigando com o feed!
      Já testei com o iGloogle e Google Reader e deu tudo certo. Qual o leitor de feeds que vocês usam?
      De qualquer forma, já coloquei newsletter disponível também.
      Mas me contem o que acontece exatamente!
      Beijo,
      K.

      Curtir

  • Lívia-Ilhéus disse:

    Katita do céu… ainda estou em estado de choque! “Meu” Rainhas do Lar acabou, pirei… depois de abrir meu computa, era o primeiro site que eu via, antes mesmo de ler meus e-mails ! Era uma mania, digamos assim, um vício. Não faltaram as vezes de ler posts em voz alta pro meu marido, como também não faltaram fotos de nossos pratos dominicais no capricho, que dizíamos : Vamos mandar pro Rainhas… e que nunca mandamos! Fico menos atordoada em saber que você está de cozinha nova, arrumando é certo, mas pelo que aprendi a pensar de você, irá conseguir bem rápido ! E eu (nós) aqui em casa, te seguirei…tenha certeza ! Grande abraço.

    Curtir

  • Cibele Nunes disse:

    Adorei a nova casa! Boa sorte! Já adicionei em meus favoritos. Bjs. Cibele

    Curtir

  • Simone Bello disse:

    Katita,escondinho pra mim é “comfort food” total,dá até uma molezinha só de pensar!
    Delícia!!
    Beijão

    Curtir

  • Pati Sato disse:

    Katita,

    Menina, onde foi que tu arranjaste essa gripe infeliz?? Desejo melhoras, nega, e rápidas, se bem que gripe, segundo a minha mãe é o corpo gritando por socorro, qdo estamos mto cansadas, oiá lá hem!
    Então, amiiii esta receitinha, mas vou te falar uma coisa, como sou uma cozinheira meia tigela, putz, denunciei a minha idade agora, né?? Então, como não sou mto hábil na cozinha eu gosto mesmo é dos textos que acompanham as receitas. Tudo é meio crônica, muito gostoso de ler. Adorei, baby!!! Gostei da receita, será o lanchinho de domingo aqui na casinha do Lala.

    beijocas,

    Pati Sato, flor de Alecrim kkkkk

    Curtir

    • Katita disse:

      Pati, foi isso mesmo, duas festas na sequência e mil coisinhas paralelas para resolver!
      Agora me diga, você e o Valtércio “lancham” coisinhas tipo escondidinho, é? Eu pensei que as pessoas lanchavam sanduichinhos, frutinhas, tortinhas, lariquinhas!
      =O
      KAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKA! Bicha doida.
      Beijo,
      K.

      Curtir

  • Dalva disse:

    Katita!!…. péra que eu tô passada com a notícia!
    .
    .
    .
    Bem….. agora um recomeço! DESEJO-TE MUITA PROSPERIDADE!

    Um abraço do interior do Pará
    dalvitz

    Curtir

  • Juli disse:

    Katita!
    sua casinha nova é um charme só!
    fiquei sentida com o fim do Rainhas…era a minha parada obrigatória na net!

    bjos!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Escondidinho de charque com aipim e queijo coalho ou O que é importante, afinal? no Pitéu.

Meta

%d blogueiros gostam disto: